Resenha: "De volta para casa" - Karen White


Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado. Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e... encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído. Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.

Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Edição: 1
Páginas: 448
Avaliação: 4
Skoob: clique aqui


"De volta para casa" é uma trama que fala de traições e perdão. Cassie tem uma irmã Harriet e as duas são inseparáveis. Cassie ama muito a irmã e faz tudo por ela. A relação entre as duas irmãs é como qualquer outra que podemos ver no dia a dia.

"Elas sempre foram melhores amigas: desde os tempos em que Cassie pegava a irmã no berço quando ela chorava. Cassie não se importou quando a mãe a atrasou um ano na escola para que ela frequentasse o jardim de infância com a irmã. Elas haviam compartilhado tudo, até Joe". (p.29)

Cassie era apaixonada por Joe e sua irmã foge com ele para se casar.  A dor de Cassie é tão grande que ela vai embora e nunca mais retorna a sua cidadezinha natal. Infelizmente, seu pai fica muito doente e ela precisa retornar. Seu pai é um amor, e sabendo que o tempo é curto, tenta de qualquer forma fazer Cassie esquecer o passado. Mas sinceramente, não é tão fácil assim né? Quero dizer, você vê sua irmã com filhos adoráveis de um casamento que surgiu de uma punhalada nas suas costas. É complicado, por mais que haja amor de irmão envolvido, pois foi uma traição e tanto! Não sei se eu perdoaria algo assim! Mas seu pai é insistente:

"- Não era uma questão de tomar partido. Não gostei da maneira como revelaram seus sentimentos, mas lá no fundo eu sabia que foram feitos um para o outro. E que, com o tempo, você os perdoaria e encontraria alguém que fosse realmente seu". (p.35)

O mais triste disso tudo é que o leitor tem  a impressão que se Harriet tivesse sido honesta com a sua irmã no princípio ela teria abdicado dos sentimentos dela pelo Joe por Harriet. Cassie era uma pessoa tão adorável, sempre preocupada com o próximo, principalmente com a sua família. E depois dessa traição, se tornou uma pessoa fechada, infeliz. Foi tão triste perceber isso. E a dor nos atinge em cheio, mesmo que seja ficção o que estamos lendo, sabemos que isso acontece na vida real de várias formas distintas e que algo assim pode destruir uma pessoa de maneira irreparável!

O livro conta ainda com personagens adoráveis, como é o caso do Sam. A trama é densa e complexa, pois analisa os sentimentos e reações de pessoas que são magoadas por aqueles que mais confiam. Uma história triste, emocionante e ao mesmo tempo romântica. É um ótimo livro, muito emocionante e reflexivo. 
E uma coisa que sempre percebo é que de fato aqueles que nos magoam mais e nos machucam mais são aqueles que mais amamos! Esses são sempre os causadores das maiores decepções de nossas vidas!

Em relação a diagramação, revisão e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é linda e chama a atenção!

4 comentários:

  1. Oi, :)

    Sou apaixonada por essa capa, muito linda *-*

    E, nossa, cmoo essa história deve ser intensa e emocionante! Só pela resenha já deu pra perceber o carinho que você desenvolveu por Cassie, e eu realmente amo quando isso acontece; quando o autor nos permite estarmos tão próximos assim do personagem. Na sua resenha essa foi uma das coisas que mais me atraiu para a leitura, vou conferir ;)

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol, tudo bom? ((:
    acho que já vi a capa desse livro circulando por aí, mas essa foi a primeira vez que li a sinopse e alguma resenha da história. Realmente, a capa chama a atenção e a sinopse também é muito boa!
    Achei uma premissa bem original, se comparado a outros romances de publicação atual, e admito que fiquei curiosa para ler, já que eu adooooro livros reflexivos e com relações familiares! *.*

    Também não sei se conseguiria perdoar uma traição desse tipo, ainda mais de uma irmã que tem uma relação tão próxima \:

    No momento estou em abstinência de compras - sim, pra você ver a que ponto chega uma leitora/compradora compulsiva ]: kkkkkk - mas sem dúvida alguma "De volta para casa" já entrou na minha lista de futuras aquisições u_u \o

    Beeeeijinhos e um ótimo final de semana! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Hey! Parece muito bom, com certeza um dia lerei! Mas parece um pouco muito triste sabe? Aquela sensação de estar sofrendo com a protagonista.. Parece meio doloroso. Quem sabe no futuro eu esteja mais apta a isso? Kkkk enfim, parabéns pela resenha! Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Eu li recentemente e fiquei encantada com o livro. Virei fã da autora.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir