Resenha: "Corpo de Delito" - Série Kay Scarpetta - Livro 02 - Patricia Cornwell


"Cary Harper é um escritor famoso. Logo após o cruel assassinato de sua filha adotiva, ele próprio é assassinado. A irmã de Harper morre em circunstâncias igualmente misteriosas. Quem cometeu os crimes? Por que os cometeu? Essas são as perguntas que levam a médica-legista Kay Scarpetta a seguir as poucas pistas deixadas pelo criminoso. Além das provas que consegue colher nos corpos levados ao necrotério, sai a campo com o chefe de polícia Pete Marino e com o agente do FBI Benton Wesley na tentativa de solucionar o caso. As mais variadas hipóteses vão sendo sucessivamente abandonadas. Nada parece dar conta de todas as circunstâncias. Um dia, porém, a dra. Scarpetta recebe a visita de um desequilibrado mental que afirma ser capaz de enxergar a alma de um criminoso".


Viciante. O segundo livro da série Scarpetta é ainda melhor do que o primeiro. Beryl é uma jovem e talentosa escritora que foi assassinada. Poderia ser considerado um crime violento cotidiano em Richmond, se não fosse alguns detalhes agravantes: um perseguidor lunático e o passado da autora. 


"Ao fechar os olhos, eu via o rosto de Beryl Madison. Recordava em detalhe a revoltante violência cometida contra seu corpo. O pulmão esquerdo fora perfurado quatro vezes. As artérias carótidas, praticamente seccionadas. Aorta, artéria pulmonar e pericárdio foram atingidos. Ela já estava morta, para todos os efeitos, quando o maníaco praticamente a decapitou". (p. 11)

 
Como se isso não bastasse, Cary Harper, um recluso escritor famoso e pai adotivo de Beryl também foi assassinado. Que segredos macabros essa família esconde? E porque alguém estaria assassinando um a um, de modo tão violento?
Sobra para o detetive Marino e para a legista Kay Scarpetta desvendarem esse mistério. Marino rouba as cenas em determinados momentos, e vemos que atrás da máscara de seriedade dele, esconde-se um homem preocupado, e gentil ao seu modo. O seu modo sarcástico combina muito bem com Kay, tornando a dupla inusitada, porém perfeita.
E um homem com grande importância no passado de Kay retorna: Mark. E aparentemente, está envolvido nos assassinatos....

"Quinze anos ou mais haviam se passado desde o tempo em que cursamos direito na mesma faculdade. Meu cabelo agora era mais cinzento do que louro. Mark e u não nos encontrávamos havia muito tempo.... Em minha memória, Mark mal passava dos vinte e quatro anos. A paixão que sentia por ele me levou à dependência, e depois ao desespero absoluto. Quando acabou, mergulhei no trabalho". (p. 30)

Também teremos um maior envolvimento do agente do FBI, Benton Wesley. 

"Benton Wesley era tão prussiano quanto os outros, mas com o passar dos anos conquistara meu respeito. Sob a carapaça de agente havia um ser humano notável. Era ríspido e enérgico, mesmo quando estava sentado, e sempre usava calça escura, com camisa branca engomada". (p. 39)


Alguns outros personagens vão ganhando destaque e suas personalidades vão sendo moldadas, mostrando como a equipe de Kay se complementa.
Uma trama muito bem desenvolvida, um mistério assustador, que faz com que o leitor mergulhe no que existe de pior na humanidade.
Em relação a revisão, diagramação e layout, a editora está de parabéns. A capa tem um detalhe intrigante, mas confesso que não chamou a minha atenção.
Espero que tenham gostado da resenha.  


Edição: 3
Editora: Paralela
ISBN: 9788565530200
Ano: 2013
Páginas: 296
Tradutor: Celso Nogueira
Skoob: Clique aqui
Avaliação: 4

5 comentários:

  1. Oi, :)

    Não acompanho a série, mas realmente fiquei cativada agora *--*

    Adoro mistério - desde que peguei meu primeiro livro da Agatha Christie - e mesmo que essa história siga um caminho completamente diferente do da autora, queria conferir. Parece ser um livro que me prenderia :)

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol, tudo bom? *-*
    a história parece ser bem do tipo que te impede de largar o livro até o final, né? Acho que isso é uma característica muito boa em livros de suspense/policiais, pois instiga o leitor.
    Infelizmente, não é uma temática que eu goste muito \: . Sim, eu nunca li nada policial ou parecido, mas só por sinopses e alguns filmes semelhantes, já não consigo me imaginar lendo algo assim. Fico numa agonia sem tamanho T^T hsaiudhiasudhisuahdiuhadu.
    Mesmo assim, gostei de conhecer mais um título desse gênero. Quem sabe um dia não me dê aloook e eu sinta vontade de ler algo mais misterioso, né? u_u uashduahsdiuhasiud

    Beeeijinhos e um ótimo domingo! :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Deu muita vontade de começar a ler a série! A capa do livro é linda mesma, e a história também parece ser maravilhosa! Amo mistério, suspense e principalmente detetives, ou seja <3
    Adorei a resenha *-*

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum livro de mistério, e se você me perguntar, não sei o que estou esperando! Acho que começarei essa série.. daqui a um tempo. Tenho uns 10 livros pra ler, só aqui na minha estante, então realmente acho que está na hora de dar atenção para os meus bebês hehe Mas com certeza procurarei esses livros, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  5. Oiiiiiiiii nunca tinha ouvido falar dessa série mas sua resenha tá tão 'animada' que fiquei curiosa!
    Vou qrer ler de certeza!

    Boa semana
    Bjooooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir