Resenha || Trono de Vidro - Throne of Glass #1 - Sarah J. Maas



Editora: Galera Record
Páginas: 392 
Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela... Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.
Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros... Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.

Resenha: "Filho das Sombras" - Trilogia Sevenwaters - Livro 02 - Juliet Marillier

Sinopse:

Filho das Sombras narra a história da jovem Liadan, que, tal como a sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões. A Irlanda está numa avassaladora guerra, onde um misterioso homem é temido e reconhecido como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba por ser capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram... 



Edição: 1
Editora: Butterfly 
ISBN: 9788588477995
Ano: 2013
Páginas: 608
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4


Minha opinião - O livro "Filho das sombras" leva o leitor novamente a incrível floresta em Sevenwaters. 
Um dos pontos muitos positivos desse livro é que a autora deu continuidade a série através dos filhos de Sorcha, a heroína do primeiro livro. Mas mesmo sendo focado na "nova geração" da família Collum, o livro ainda traz alguns dos personagens tão amados de "Filha da Floresta". Red e Sorcha tiveram três filhos: Niamh, uma garota um pouco mais fútil e que não tem noção da sorte que têm, Liadan e seu gêmeo Sean. Do mesmo modo que Sorcha e seus irmãos, Liadan e Sean possuem a habilidade de se comunicar mentalmente. Liadan é a mais tranquila dos irmãos, sempre grata pela vida que tem e apaixonada pela floresta. Consegue manter as mesmas tradições de Sorcha com o dom da cura e está sempre disposta a ajudar o próximo. 
Apesar de Nianh ser mimada, o trajeto dela é cheio de percalços e dores, e ela se mostra uma pessoa forte também. Sean foi treinado por seu tio Liam desde o início para se tornar um grande líder e guerreiro e tem a mentalidade um pouco mais fechada para os assuntos de uma forma geral.
Do outro lado da trama, temos um clã de mercenários, que é liderado pelo "Homem pintado", um homem com a metade do rosto tatuada. Com fama de malvados, esses mercenários irão inicialmente aterrorizar Liadan e sua família.
Um dos pontos positivos da trama foi a autora ir desenvolvendo as tramas paralelas de modo que o leitor ficasse completamente angustiado para saber o que iria acontecer em seguida. Liadan, uma outra protagonista feminina, também é muito forte e essa força faz com que o leitor lembre do primeiro livro e dos sofrimentos que Sorcha passou.
A força de Liadan também é muito bonita de se ler, pois vem do amor aos seus entes queridos. 
Outro ponto positivo da história foi como a autora relacionou eventos do primeiro livro como consequências do segundo. Pois, apesar de todos os sacrifícios que Sorcha havia feito, sua jornada deixou marcas em diversos locais, seu carisma tocou diversas pessoas e isso acabou trazendo resultados inesperados.
"Filho das sombras" vai se relacionar com o líder dos mercenários,  o Homem pintado ou Bran, como fica posteriormente conhecido. A história pessoal dele é linda, e apesar da primeira impressão não ser muito positiva, quanto mais o leitor o conhece, mas ele se apaixona pelo Bran e por todo o clã de mercenários.
Vamos ainda ter um terceiro clã, formado por Eamonn e sua irmã Aisling que terá papel fundamental no desenrolar da história. 
O livro traz as mesmas lições do primeiro, uma jornada magnífica e personagens envolventes. Ainda assim, talvez pelo fato do primeiro livro ter trazido situações mais impactantes, "Filha da Floresta" acaba se tornando o favorito até agora.
Em relação à diagramação, revisão e layout, mais uma vez foi realizado um trabalho excelente. A capa segue o modelo da do primeiro livro, mas não é tão atraente, pois ficou um pouco escura demais.

"Isso era o que eu dizia a mim mesma cada vez que via mamãe nos olhando daquele jeito, com seus olhos verdes, intensos e penetrantes. E um arrepio me percorria a espinha. Eu sabia que era hora de as coisas começarem a acontecer novamente". (p.25)

Resenha: "Filha da Floresta" - Trilogia Daughter of the Forest (Sevenwaters #1) - Juliet Marillier

Sinopse:

O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos com seus longos mantos... Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos, vítimas de uma terrível maldição que somente Sorcha é capaz de quebrar. Em sua difícil tarefa, imposta pelos Seres da Floresta, a jovem se vê dividida entre o dever, que significa a quebra do encantamento que aprisiona seus irmãos, e um amor cada vez mais forte, e proibido, pelo guerreiro que lhe prometeu proteção.

Resenha: "De volta para casa" - Karen White


Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado. Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e... encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído. Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.

Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Edição: 1
Páginas: 448
Avaliação: 4
Skoob: clique aqui


"De volta para casa" é uma trama que fala de traições e perdão. Cassie tem uma irmã Harriet e as duas são inseparáveis. Cassie ama muito a irmã e faz tudo por ela. A relação entre as duas irmãs é como qualquer outra que podemos ver no dia a dia.

"Elas sempre foram melhores amigas: desde os tempos em que Cassie pegava a irmã no berço quando ela chorava. Cassie não se importou quando a mãe a atrasou um ano na escola para que ela frequentasse o jardim de infância com a irmã. Elas haviam compartilhado tudo, até Joe". (p.29)

Cassie era apaixonada por Joe e sua irmã foge com ele para se casar.  A dor de Cassie é tão grande que ela vai embora e nunca mais retorna a sua cidadezinha natal. Infelizmente, seu pai fica muito doente e ela precisa retornar. Seu pai é um amor, e sabendo que o tempo é curto, tenta de qualquer forma fazer Cassie esquecer o passado. Mas sinceramente, não é tão fácil assim né? Quero dizer, você vê sua irmã com filhos adoráveis de um casamento que surgiu de uma punhalada nas suas costas. É complicado, por mais que haja amor de irmão envolvido, pois foi uma traição e tanto! Não sei se eu perdoaria algo assim! Mas seu pai é insistente:

"- Não era uma questão de tomar partido. Não gostei da maneira como revelaram seus sentimentos, mas lá no fundo eu sabia que foram feitos um para o outro. E que, com o tempo, você os perdoaria e encontraria alguém que fosse realmente seu". (p.35)

O mais triste disso tudo é que o leitor tem  a impressão que se Harriet tivesse sido honesta com a sua irmã no princípio ela teria abdicado dos sentimentos dela pelo Joe por Harriet. Cassie era uma pessoa tão adorável, sempre preocupada com o próximo, principalmente com a sua família. E depois dessa traição, se tornou uma pessoa fechada, infeliz. Foi tão triste perceber isso. E a dor nos atinge em cheio, mesmo que seja ficção o que estamos lendo, sabemos que isso acontece na vida real de várias formas distintas e que algo assim pode destruir uma pessoa de maneira irreparável!

O livro conta ainda com personagens adoráveis, como é o caso do Sam. A trama é densa e complexa, pois analisa os sentimentos e reações de pessoas que são magoadas por aqueles que mais confiam. Uma história triste, emocionante e ao mesmo tempo romântica. É um ótimo livro, muito emocionante e reflexivo. 
E uma coisa que sempre percebo é que de fato aqueles que nos magoam mais e nos machucam mais são aqueles que mais amamos! Esses são sempre os causadores das maiores decepções de nossas vidas!

Em relação a diagramação, revisão e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa é linda e chama a atenção!

Resenha: O Poder da Espada / A Primeira Lei - Livro 01 - Joe Abercrombie

Sand dan Glokta é um carrasco implacável a serviço da Inquisição de Sua Majestade. Nas mãos dele, os supostos traidores da Coroa admitem crimes, apontam comparsas e assinam confissões – sejam eles culpados ou não. Por ironia, Glokta é um ex-prisioneiro de guerra que passou dois anos sob tortura.Mas isso nunca teria acontecido se dependesse de Logen Nove Dedos. Ele jamais deixaria um inimigo viver tanto tempo. Só que isso foi antes. Agora ele está decidido a mudar. Não quer ser lembrado apenas por seus feitos cruéis e pelos muitos inimigos que se alegrarão com sua morte.Já a felicidade do jovem e mulherengo Jezal dan Luthar seria alcançar fama e glória vencendo o Campeonato de esgrima, para depois ser recompensado com um alto cargo no governo que lhe permitisse jamais ter um dia de trabalho pesado na vida. Mas há uma guerra iminente e ele pode ser convocado a qualquer momento. Luthar sabe que, nos campos do Norte gelado, o embate segue regras muito menos civilizadas que as do esporte.Enquanto a União mobiliza seus exércitos para combater os inimigos externos, internamente se formam conspirações sanguinárias e um homem se apresenta como o lendário Bayaz, o Primeiro dos Magos, retornando do exílio depois de séculos. Quem quer que ele seja, sua presença tornará as vidas de Glokta, Jezal e Logen muito mais difíceis. Agora a linha que separa o herói do vilão pode ficar tênue demais.

Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Páginas: 480

Edição: 1
Tradutor: Alves Calado
Nota: 4

Este é um livro de ficção e fantasia com uma riqueza generosa de detalhes e que inspira o  leitor a buscar por novos autores, pois fiquei surpresa por ver como Joe Abercrombie não perde em nada para nomes conceituados!

A história é muito bem descrita e o autor consegue criar personagens vívidos e intensos. Alguns amados e outros odiados desde o primeiro instante que temos contato com eles. Em meio a uma guerra está acontecendo uma competição de esgrima e em meio a tudo isso a história irá se desenrolando. Temos lutas intermináveis, muita ação e também magia! Porém a magia descrita nas páginas de O poder da espada não é uma magia capaz de fazer a história por si só.. e sim uma magia que complementa as ações dos personagens!
Tudo ocorre em nome da inquisição e o carrasco da história é algo realmente a se temer, pois sem a menor piedade, Glotka e capaz de se tornar seu pior pesadelo! Nessa história nem mesmo as crianças são poupadas.. Se não acatam as imposições da Cora, são punidas como qualquer outra pessoa!

As cenas descritas pelo autor durante as batalhas são fortes e intensas e conseguimos imaginar de forma quase real em nossa mente e em vários momentos me senti aflita pelo que estava sendo narrado!
O que adorei é que este é um livro de fantasia totalmente para adultos.. Não tem aqueles "mimi mimi" adolescentes e dá para fugir um pouco das leituras que costumo ler no cotidiano e inovar!

Confesso que não tive coragem de ler George R. R. Martin, Guerra dos Tronos todo pela extensão das páginas em cada exemplar... Mas acompanho o seriado e posso falar que Joe Abercrombie é tão talentoso quanto George Martin, e acredito que quem se arriscar pelas páginas de O poder da espada irá tornar-se fã e viciar-se em mais essa leitura, que inclusive também ficaria perfeito nas telonas!
 
O bom de uma leitura como esta é que não sabemos ao certo o que esperar a cada página virada.. as reviravoltas são constantes então não temos aquela previsibilidade da maioria das histórias do gênero! E isso já é um grande motivador para seguir em frente por suas 480 páginas!

Resenha: "Corpo de Delito" - Série Kay Scarpetta - Livro 02 - Patricia Cornwell


"Cary Harper é um escritor famoso. Logo após o cruel assassinato de sua filha adotiva, ele próprio é assassinado. A irmã de Harper morre em circunstâncias igualmente misteriosas. Quem cometeu os crimes? Por que os cometeu? Essas são as perguntas que levam a médica-legista Kay Scarpetta a seguir as poucas pistas deixadas pelo criminoso. Além das provas que consegue colher nos corpos levados ao necrotério, sai a campo com o chefe de polícia Pete Marino e com o agente do FBI Benton Wesley na tentativa de solucionar o caso. As mais variadas hipóteses vão sendo sucessivamente abandonadas. Nada parece dar conta de todas as circunstâncias. Um dia, porém, a dra. Scarpetta recebe a visita de um desequilibrado mental que afirma ser capaz de enxergar a alma de um criminoso".


Viciante. O segundo livro da série Scarpetta é ainda melhor do que o primeiro. Beryl é uma jovem e talentosa escritora que foi assassinada. Poderia ser considerado um crime violento cotidiano em Richmond, se não fosse alguns detalhes agravantes: um perseguidor lunático e o passado da autora. 


"Ao fechar os olhos, eu via o rosto de Beryl Madison. Recordava em detalhe a revoltante violência cometida contra seu corpo. O pulmão esquerdo fora perfurado quatro vezes. As artérias carótidas, praticamente seccionadas. Aorta, artéria pulmonar e pericárdio foram atingidos. Ela já estava morta, para todos os efeitos, quando o maníaco praticamente a decapitou". (p. 11)

 
Como se isso não bastasse, Cary Harper, um recluso escritor famoso e pai adotivo de Beryl também foi assassinado. Que segredos macabros essa família esconde? E porque alguém estaria assassinando um a um, de modo tão violento?
Sobra para o detetive Marino e para a legista Kay Scarpetta desvendarem esse mistério. Marino rouba as cenas em determinados momentos, e vemos que atrás da máscara de seriedade dele, esconde-se um homem preocupado, e gentil ao seu modo. O seu modo sarcástico combina muito bem com Kay, tornando a dupla inusitada, porém perfeita.
E um homem com grande importância no passado de Kay retorna: Mark. E aparentemente, está envolvido nos assassinatos....

"Quinze anos ou mais haviam se passado desde o tempo em que cursamos direito na mesma faculdade. Meu cabelo agora era mais cinzento do que louro. Mark e u não nos encontrávamos havia muito tempo.... Em minha memória, Mark mal passava dos vinte e quatro anos. A paixão que sentia por ele me levou à dependência, e depois ao desespero absoluto. Quando acabou, mergulhei no trabalho". (p. 30)

Também teremos um maior envolvimento do agente do FBI, Benton Wesley. 

"Benton Wesley era tão prussiano quanto os outros, mas com o passar dos anos conquistara meu respeito. Sob a carapaça de agente havia um ser humano notável. Era ríspido e enérgico, mesmo quando estava sentado, e sempre usava calça escura, com camisa branca engomada". (p. 39)


Alguns outros personagens vão ganhando destaque e suas personalidades vão sendo moldadas, mostrando como a equipe de Kay se complementa.
Uma trama muito bem desenvolvida, um mistério assustador, que faz com que o leitor mergulhe no que existe de pior na humanidade.
Em relação a revisão, diagramação e layout, a editora está de parabéns. A capa tem um detalhe intrigante, mas confesso que não chamou a minha atenção.
Espero que tenham gostado da resenha.  


Edição: 3
Editora: Paralela
ISBN: 9788565530200
Ano: 2013
Páginas: 296
Tradutor: Celso Nogueira
Skoob: Clique aqui
Avaliação: 4

Resenha: "Sobrenatural" - Série Sobrenatural - Livro 01 - Cynthia Hand

Sinopse - "Clara Gardner tem sangue de anjo. Isso não só faz dela mais esperta, forte e veloz que os humanos, mas também indica que terá que cumprir um propósito, uma missão pela qual está neste planeta. Compreender seu objetivo, entretanto, não é uma tarefa nem um pouco fácil. Suas visões levam-na a uma nova escola em uma nova cidade. Ela conhece Christian, o garoto dos seus sonhos (literalmente), e tudo parece se encaixar – e se desajustar ao mesmo tempo: outro garoto, Tucker, que desperta o lado menos angélico de Clara. Enquanto isso, ela precisa enfrentar perigos desconhecidos e tomar decisões que podem afetar não apenas seu destino, mas também o de todos que a cercam". 

Edição: 1
Editora: ID
ISBN: 9788516060176
Ano: 2011
Páginas: 438
Tradutor: Paulo Afonso
Skoob: aqui
Avaliação: 4


A história desse livro parte da premissa de que todos os descendentes de anjos, sejam eles Dimidius (meio anjo e meio humano) ou Quartarius (um quarto de anjo), recebem um propósito, uma missão celestial que só eles podem cumprir. Clara é uma quartarius adolescente, que nos últimos tempos tem tido visões sobre um jovem em um incêndio. 
Suas visões estão relacionadas ao seu propósito, então sua mãe e Jeffrey, sei irmão mais novo e também quartarius, mudam-se para Wyoming a procura do jovem. O jovem é o Christian, o garoto popular do colégio que namora Kay, a megera. Desde o primeiro contato entre os dois Clara sente-se atraída pelo seu protegido e uma confusão adolescente está armada.

Clara é uma personagem doce, meio atrapalhada, que não tem noção de como é bonita. Tímida e introspectiva, precisa aprender a dominar suas habilidades angelicais para salvar Christian. Christian no começo do livro é sem graça, típico garoto popular que aparenta não dar muita importância a terceiros. 

Um personagem muito legal na história e que arranca risadas dos leitores é Tucker, irmão da Wendy (que vai se tornar amiga da Clara). Ele cisma com a Clara desde o começo, sempre implicando e dando um jeitinho de aprontar com ela.
Ainda vamos entender um pouco os conflitos de Jeffrey e conhecer Ângela Zerbino, uma aluna misteriosa que vai se tornar amiga da Clara.

O livro tem uma trama leve e de rápida leitura. A escrita da autora é fluida, gostosa e o leitor avança as páginas sem nem perceber. A história é viciante, as confusões de Clara e Tucker, as explicações sobre os anjos e suas habilidades e um final inesperado garantem deixar o leitor na expectativa pela continuação.

Em relação a revisão, diagramação e layout a editora realizou um excelente trabalho. A capa é linda, tem um brilho especial e chama a atenção.
"Ele se inclina e tenta me beijar os lábios, rápida e cavalheirescamente. Mas não o deixo se afastar. Agarro sua camiseta e colo meus lábios nos deles, tentando transmitir em um beijo tudo o que estou sentindo, todos os meus temores, todo o meu amor - tão forte que chega às raias da dor". (p. 433).


Resenha: O Anjo de Hitler - William Osborne


Leni tem catorze anos, é austríaca, judia e muito corajosa. Refugiada na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial, certo dia é convocada pelo almirante MacPherson para a missão mais perigosa de sua vida... Otto é alto, bem magro, tem olhos castanhos e vive na Inglaterra - sua família foi aprisionada pelos nazistas. Ele adora se meter em confusão e é por isso que, quando o almirante sugere que ele ajude o governo inglês numa missão ultrassecreta, ele aceita na hora. Otto e Leni são enviados à Alemanha para resgatar uma garotinha chamada Angelika. Pouco se sabe sobre essa pequena órfã misteriosa em quem a Inglaterra tanto aposta como a arma secreta que colocará o ponto final naquela guerra sangrenta. Leni, Otto e Angelika enfrentam grandes desafios, descobrem segredos importantíssimos e acabam mudando os rumos deste episódio tão marcante para a história.
Editora: SeguinteAno: 2013
Edição: 1
Páginas: 272
Tradutor: Alyne Azuma
Nota:4


Este livro retrata momentos vividos por dois jovens na época da Segunda Guerra Mundial.
O primeiro ministro com intuito de acabar com o governo de Hitler resolve treinar dois jovens desconhecidos e enviá-los para a Alemanha.

Esses jovens recrutados, Otto e Leni, como são chamados a partir do recrutamento, vão de encontro a algo que jamais imaginaram e enfrentarão momentos intensos e marcantes em suas vidas.

Os dois jovens fingem serem irmãos e encarnam nazistas a fim de salvar Angelika, que está sendo mantida em um convento na Alemanha.


O Anjo de Hitler é um livro que me impressionou bastante. A princípio achei que fosse algo chato e com detalhes maçantes, porém a história se revelou muito interessante com essa sacada dos protagonistas adolescentes e também com a riqueza de detalhes que faz com que possamos de fato imaginar cada coisa que está sendo narrada.

Os personagens são bem construídos e suas personalidades delineada de forma a surpreender o leitor em relação ao ambiente onde à história é descrita. Apesar de Otto ter uma personalidade bastante branda e um jeito mais quieto, ele me encantou, pois era de se esperar alguém mais calejado por conta dos problemas enfrentados, mas ele tem um Q de doçura e delicadeza que realmente me fez gostar ainda mais dele. Enquanto Leni é seu oposto e também me encantou muito, pois de uma mulher, se espera atitudes menos audaciosas. Mas Leni é alguém que se impõe e mostra a que veio!

A história, apesar de se passar na época da Guerra, não é algo violento e recheado de adrenalina, acredito que o autor quis  nos agraciar com uma espécie de introdução, já que ele deixa margem para um segundo livro. Porém o final me agradou muito, pois o autor surpreende com sua linha de raciocínio!

A capa, revisão e diagramação estão impecáveis!
Recomendo!  

Resenha: A desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin

Um grupo de amigos... Uma tábua ouija... Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto... até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente pertubada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações - ou seriam premonições? - Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la....


Editora: Galera Record
Ano: 2013

Edição: 1
Páginas: 378
Tradutor: Mariana Kohnert
Nota: 


Estava muito curiosa com esse livro e ansiosa para o início da leitura. Tão logo peguei-o em mãos fui logo conferir o que a Galera Record havia trazido de novo.
A desconstrução de Mara Dyer é um livro que posso caracterizar como diferente, pois mesmo havendo o quesito sobrenatural ele conseguiu ser diferente de outras leituras que eu já fiz!
Bora conhecer?


Meu nome não é Mara Dyer, mas meu advogado disse 
que eu precisava escolher alguma coisa.. Sei que ter 
um nome falso é estranho, mas confie  em mim: é a coisa 
mais normal a respeito da minha vida no momento. 
Até mesmo contar tudo isso a você provavelmente 
não é sensato. Mas sem minha enorme boca, ninguém 
saberia que em algum lugar por aí há uma aluna mediana 
com uma trilha de cadáveres nas costas. É importante 
que você saiba, para que não se torne o próximo.



Com esse relato um tanto quanto macabro damos início a leitura. Mara é uma jovem com uma vida comum como a de qualquer adolescente, com uma melhor amiga de infância, um namorado e etc. Porém tudo muda ao acordar no hospital e receber a notícia que foi vítima de um acidente onde sua amiga, namorado e irmã do namorado morreram e ela saiu quase ilesa, enquanto seus amigos não tiveram a mesma sorte. E para piorar ainda mais a situação Mara não se lembra de nada do que aconteceu e ninguém mais além dela pode de fato desvendar o que está por trás do desabamento do sanatório onde visitaram no dia do aniversário de Rachel, a fim de atender ao capricho da amiga, que achou que seria divertido fazer algo diferente e estar em um local sinistro deixando seus nomes no quadro negro da instituição!

Mara não consegue aceitar a morte de sua melhor amiga e mais ainda o fato de não lembrar-se de nada. Está tendo alucinações e sua família cogita interná-la. Na tentativa de que possa se curar, Mara pede a sua família que se mudem, pois não consegue estar nos lugares por onde Rachel esteve com ela e acredita que uma mudança poderá ser a solução para suas alucinações. Ledo engano!
Pois ao mudar de cidade tudo começa a piorar ainda mais. Mara irá para uma escola particular onde as pessoas parecem odiá-la incluindo uma de suas professoras. Só consegue fazer um amigo e está sendo "perseguida" pelo garoto mais desejado da escola. Ela jura odiá-lo, mas na verdade vai se apaixonando por ele pouco a pouco e o mesmo tem a impressão de já tê-la visto antes. Para dar um pouco mais de sombra a história, o pai de Mara, assume um caso de assassinato onde o seu cliente supostamente matou uma adolescente da escola onde estuda.

Mara vai tendo diversas alucinações onde nós, leitores, ficamos confusos no que é realidade e no que é fruto de sua imaginação. E no meio dessas alucinações ela começa a lembrar-se do que aconteceu na noite em que seus amigos morreram. É simplesmente sufocante tudo que acontece com Mara e para piorar ela deseja com todas as suas forças que um indivíduo que maltrata uma cachorra morra, e logo em seguida eis que o mesmo aparece morto, conforme ela imaginou.. Isso a deixa transtornada, mas não entra a fundo nisso, pois pode ser que seja mais uma loucura de seu estado traumatizado. Porém quando sua professora também morre exatamente como imagina, ela começa a ficar muito assustada e imaginando que as mortes podem ter sido cometidas por ela! 
No meio dessa confusão toda, Noah, o carinha "tudodebom" da escola está cada vez mais cercando Mara e querendo ter algo com ela. Em uma rixa entre Ana (a menina que tem recalque por ter sido desprezada por Noah) e Mara, Noah a defende e insinua que Mara e ele estão juntos.. E aí realmente eles começam a se ver e se envolver ainda mais. Em dado momento Noah aparece na casa de Mara de madrugada dizendo que seu irmão mais novo foi levado e que ela precisa confiar nele e juntos irem atrás de seu irmãozinho.

A história fica o tempo todo com esse clima de mistério que deixa o leitor ansiando por saber o que é real e o que é loucura da cabeça de Mara. E seguimos em "desespero" até a última página!

A autora conseguiu criar uma história diferente de todas que li anteriormente, que envolve o drama da morte de pessoas queridas, revelações bombásticas e seres sobrenaturais com poder de matar ou curar. Assim como certo "misticismo", que envolve atividades estranhas por parte de personagens que aparecem e desaparecem como se nunca tivessem entrado na história!

Imagina você estar passando por uma situação como a de Mara? É assustador e inimaginável.. E principalmente saber que poderá ser você o culpado pela morte de sua melhor amiga e também de outras pessoas? Assim, pelo simples desejo da mente?
Sinistro!

Eu comecei a história sabendo que teria continuação, mas fiquei muito aborrecida, pela autora ter deixado tantas pontas soltas! Queria ter tido mais algumas respostas. E o que acontece no final do livro me deixou ainda mais confusa e intrigada.. Com mais perguntas do que respostas!

O livro é muito bom! Mas mata esperar pela continuação.. Essa história é uma dessas que te deixa tão louco para saber das coisas que certamente ficarei arrancando os cabelos até que a Galera lance a sequência! Quem é ansioso como eu, aconselho aguardar o próximo volume, para só então ler A desconstrução de Mara Dyer!

Resultados || Luz da minha Vida e O Livro das Princesas

Olá pessoal, trago para vocês o resultado das promoções: "Luz da Minha Vida” e “O Livro das Princesas”. Obrigada a todos que participaram! Há outras promoções rolando no blog, por isso não deixem de conferir quem sabe não serão os próximos sortudos.

Luz da Minha Vida - Gláucia Santos



Parabéns Danielle!


1. Kaio Rodrigues
2. Esterline Goes
3. Esterline Goes
4. Esterline Goes
5. Regina Bertília 
6. Cristiane 
7. Cristiane 
8. Cristiane 
9. Rejane Lenz
10. Rejane Lenz
11. Rejane Lenz
12. Danielle 
13. Danielle 
14. Danielle 
15. Gabriela 
16. Igor Gouveia 
17. Bruna Costenaro 
18. Nani 
19. Vanessa Moreira 
20. Vanessa Moreira 
21. Vanessa Moreira 
22. Thaynara ribeiro 
23. Beth 
24. Beth 
25. Beth 
26. Jheyscilane 
27. Jheyscilane 
28. Jheyscilane 
29. Ro Angarten 
30. Ro Angarten 
31. Lauro Moura 
32. Lauro Moura 
33. Lauro Moura 
34. Heracléia 
35. Thais 
36. Thais 
37. Thais 
38. Nardonio 
39. Nardonio 
40. Nardonio 
41. Dayane
42. Dayane
43. Dayane
    
O Livro das Princesas - Patrícia Barboza, Paula Pimenta, Lauren Kate e Meg Cabot.



Parabéns  Bruna Costenaro! 

a Rafflecopter giveaway

As ganhadoras terão 72 horas para nos encaminhar os seus dados para o e-mail: mixliterario@gmail.com ou patriciacc@gmail.com ou karinicouto@yahoo.com.br. Caso não encaminhe neste prazo será feito um novo sorteio.