Resenha || Hex Hall - A Maldição - Rachel Hawkins




Sophie Mercer achava que era uma bruxa. Essa foi a razão pela qual ela foi enviada para Hex Hall, uma escola para Prodígios inadimplentes (bruxas, metamorfos, e fadas). Mas isso foi antes de descobrir o segredo de família, e que sua paixão, Archer Cruz, é um agente do The Eye, um grupo com tendência a limpar os Prodígios da face da terra. Acontece que, Sophie é um demônio, um dos dois únicos no mundo, sendo o outro seu pai. O pior é que ela tem poderes que ameaçam a vida de todos que ela ama. Qual é precisamente porque Sophie decide que deve ir a Londres para retirá-los, um procedimento perigoso, que irá destruir seus poderes. Mas uma vez que Sophie chega, faz uma descoberta chocante. Seus novos amigos? Eles são demônios. Significada que alguém os está criando em segredo com planos assustadores para usar seus poderes, e provavelmente não para o bem. Enquanto isso, The Eye é colocado para caçar Sophie, e eles estão usando Archer para fazê- lo. Mas não é que ela tenha mais sentimentos por ele. Será que ela não tem?

ISBN: 9788501097163
Livro: A Maldição
Série: Hex Hall
Autor (a): Rachel Hawkins
Editora: Galera Record
Tradutor (a): Camila Mello
Ano: 2013
Edição: 1
Páginas: 319


Quando demos início a “Hex Hall”, Sophie achava que era uma bruxa, sendo esta a razão pela qual ela foi enviada à escola para Prodígios Inadimplentes. No primeiro livro da trilogia aconteceu de tudo um pouco: descoberta de segredo de família, sua paixão por Archer, que é um agente do O Olho, grupo com tendência a limpar os Prodígios da face da terra e mortes inesperadas.

No entanto, Sophie passa de bruxa atrapalhada a um demônio, um dos últimos do mundo e poderosíssimo, que ameaça a vida daqueles que ama. Decidida a deixar de ser um demônio, Sophie quer ir a Londres para retirá-lo, passando por um procedimento perigoso que poderá lhe levar à morte. Contudo ao chegar a Londres, uma surpresa está reservada para ela; seus novos amigos nada mais são que demônios. A questão é que existe alguém criando e tem planos assustadores para usar seus poderes e com tendência para usá-lo para o mal. Claro que esses não são os únicos problemas da nossa heroína, porque problema pouco é bobagem, não sendo bastante o “grande” Olho é colocado para caçar Sophie, e para sua infelicidade, Archer está sendo usando para persegui-la. Agora Sophie descobrirá se ainda tem algum tipo de sentimento pelo belo garoto.

Ufa!!! Com tanta coisa a se resolver a história poderia ter se perdido no caminho, entretanto o enredo continua atraente, descrita de forma leve e simples. Rachel nos faz viajar pelo mundo louco de Sophie, que convenhamos, continua a fugir do que chamamos de convencional; ela é totalmente divertida, sarcástica, tem umas tiradas que te leva a dar várias gargalhadas. Ela não é de ficar de muito blá, blá, blá, e é por esse motivo que tenho com uma das minhas protagonistas favorita, uma garota de atitudes que simplesmente age e não esperar as coisas acontecerem ou se resolverem sozinhas.

“Hex Hall – A Maldição” é um livro como o dobro de ação e descobertas do que o livro anterior. Bem escrito, com uma teia de mistérios envolvente que vai prender sua leitura até a última virada de página e o final sem dúvida vai fazer você desejar o próximo como eu nesse momento.

Boa Leitura a todos!

0 comentários:

Deixe seu comentário