Resenha: Lua de Sangue - Andrea Cremer




Sinopse:
Um romance juvenil arrebatador. Ao misturar opressão social e feminismo com um mundo fantástico de feiticeiros e lobisomens, Andrea Cremer chegou à cobiçada lista do New York Times. Neste segundo volume da série Nightshade, que acompanha as aventuras de Calla, líder da alcatéia homônima, acompanhamos os acontecimentos logo após Sob a luz da lua. Quando Calla acorda no quartel-general dos Inquisidores, seus maiores inimigos, ela acredita que seus dias estão contados. Mas quando estes oferecem ajuda salvar sua matilha, ela deve decidir em quem confiar. Se nos mestres que a traíram ou nestes novos ‘amigos’. Cabe a Calla lidar com a liberdade de finalmente escolher as próprias batalhas e trilhar seu destino.


Hummm, difícil construir essa resenha, primeiro porque eu ainda não me decidi quanto ao triangulo amoroso da estória. Segundo, tiveram, para mim, algumas faltas de continuação ou melhor explicação de momentos decisivos e terceiro a estória deu uma corrida e uma parada brusca para o final... Deu pra entender? rsrsrs

Lua de sangue, o segundo livro da trilogia Nightshade, continua exatamente de onde o primeiro livro parou, nos dando apenas alguns flashes do livro anterior para nos lembrarmos da estória. 

Calla nossa lindíssima Alfa fugiu com Shay (para salvar a vida dele, e também porque gosta dele) quando estava a caminho da sua cerimônia de união (um casamento arranjado desde seu nascimento) com o (também lindíssimo Alfa) Ren. Calla sente "algo" por Ren, ainda não decidiu o que é, mas chega a ser irresistível. Aaaa esses triângulos amorosos que nos dilaceram! Mordam quem quiser, mas eu quero que Calla fique com Ren no final das contas... Não sei porque mas Shay não me convence...

Bem, a estória tem parte do seu "ponto crucial" revelado, uma trama interessantíssima que convence o leitor e nos transporta ao mundo dos Inquisidores x Defensores, com os coitados dos "Guardiões" (os lobisomens) como "soldados cegos" na trama...

Esse título tem como objetivo esclarecer quem são os Inquisidores na estória, taxados de "os do mal" no primeiro livro, neste as coisas mudam de figura. Muito mais rico de detalhes e com uma ação bem mais instigante, Lua de sangue consegue ser melhor que Sob a luz da lua.

Preciso dizer que o livro poderia ser bem melhor, a autora deixou algumas "lacunas" na trama,  ou deixou de explorar assuntos que enriqueceriam a estória, e banalizou alguns personagens pela falta de profundidade na trama, personagens com potencial que foram responsáveis por desfechos da estória.

A autora foi sábia ao pescar criaturas sobrenaturais que estão em "alta" e no seu "mundo fantástico" foi bem diversa, envolveu guerras, magia, demônios, portais, Um Escolhido, etc.

Achei muito bem bolada a estória dos inquisidores, pena que foi pouca...

Ôpa, não vou falar mais sobre a estória, somente que LEIAM, é uma leitura fácil, rica e agradável.


ISBN: 9788501090485
Livro: Lua de Sangue
Trilogia: Nightshade - Livro 2 
Autor (a): Andrea Cremer
Editora: Galera Record
Ano: 2012
Edição: 1
Páginas: 406
Avaliação: 4

3 comentários:

  1. Ainda não conhecia a série, parece bem interessante, realmente, fiquei curiosa.
    Adorei sua resenha, parabéns!

    Camila - Meu Livro Cor-de-Rosa
    http://meulivrocorderosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O livro começou a chamar minha atenção pela capa.
    Ainda não conhecia mas achei interessante alguns elementos:
    um mundo fantástico de feiticeiros,lobisomens,flashes...

    Na minha wishlist.

    ResponderExcluir
  3. Oi Nice, tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro da série, mas estão nos meus desejados.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir