Resenha:Segredos - Bolivar Soares



 Sinopse:

Prefácio de Aguinaldo Silva – autor de novelas da Rede Globo. Quando, após o que eu chamaria de arranca-rabo, do qual participa boa parte dos personagens do livro, a matriarca da família Souza e Lima anuncia: ─ Acho que nossos problemas estão se acabando. O leitor certamente dirá: “e que problemas!”. Pois problemas em literatura, vocês sabem, são provocados pela existência de boas tramas. E Segredos, este alentado romance de estreia de Bolivar Soares, é o mais pródigo em boas tramas dos muitos que li nos últimos tempos – tantas que eu, cultor do subgênero televisivo que sou, diria a vocês sem pestanejar: sim, esse livro daria uma ótima novela. Mas não é telenovela o que Bolivar Soares faz em Segredos, é literatura, e a diferença entre uma coisa e outra não é apenas relativa. Este, sem dúvida, é um romance; e o que posso dizer a respeito dele, é que se trata de um romance como há muito tempo não se lia. Na contracorrente da literatura atual, que se esmera em mais sugerir do que dizer (e menos ainda afirmar), em que tudo pode ser, mas nem sempre é, e por isso nunca rende mais do que 150 páginas em corpo graúdo, Bolívar faz uma verdadeira reversão de expectativa no gênero e produz uma obra que eu chamaria de versão pós-moderna de “Crônica da Casa Assassinada” (lembram? Lúcio Cardoso, um grande, imenso, escritor, ora caído no mais injusto esquecimento). Vejamos como a obra é apresentada: “Um segredo encoberto há mais de 40 anos pela poderosa família Souza e Lima e o suspense em torno do assassinato da jovem Francis Mendes se fundem em uma trama de ambição, ódio e mentiras. A bela Luiza Mendes, engenheira de alimentos, instala-se na cidade de Gramado, RS, não só para descobrir o assassino de sua irmã, morta de forma hedionda, mas também para destruir os possíveis suspeitos do crime, os membros das poderosas famílias Souza e Lima, e Guerra. Em sua luta por vingança e destruição, Luiza não tem escrúpulos. Após infiltrar-se em um meio que acalenta ódio, Luiza não mede esforços para atingir seus objetivos, desencadeando uma trama de intrigas, traição e assassinatos a sangue frio. O que ela não imagina é ser avassalada por uma paixão arrebatadora, e todo o seu ódio passa a não ter mais sentido”. A apresentação é precisa e deixa bem claro, aos que lerão Segredos, o que vão encontrar pela frente: o modelo clássico da disputa familiar, luxuosamente enriquecido pelas tintas do melodrama. Ao longo das 596 páginas do livro (no original), Bolívar Soares maneja suas várias tramas e suas dezenas de personagens com vigor e maestria. Tudo faz sentido, não há um deslize, um senão, e quando finalmente se chega à frase da matriarca dona Cecília, que já citei acima, a mais simples afirmação que se pode fazer sobre o autor é que ele é um mestre da tessitura. Suas histórias se juntam e se separam como os fios de uma esmerada teia, até que, no final, o leitor se vê diante de um desenho perfeito. Esse trabalho de artesão, hoje tão raro em nossa literatura, é apenas um dos méritos do autor, mas não o maior,que é sua capacidade de criar histórias e jamais perder o fio delas. Por isso, Segredos é um romance cujo final se persegue com verdadeira unção, pois só lá é que todos os mistérios, afinal, serão desvendados, todas as histórias se tornarão uma só e, então, como sempre acontece nos grandes romances, tudo fará sentido. 


O livro Segredos de Bolívar Soares muito me agradou, pois é um romance cheio de intrigas, reviravoltas, personagens marcantes e tem o mistério de não sabermos quem de fato foi responsável pela morte da Francis, já que todos aparentemente possuem um motivo.. E uma surpresa enorme  e inesperada no final da história! Bolívar simplesmente me surpreendeu, brincou com a minha imaginação e me deixou encantada com sua inteligência e talento em escrever um romance policial como esse! Digno de autores famosos e facilmente adaptável para as telas como uma novela que tenho certeza agradaria o público e acertaria em cheio na audiência desbancando os concorrentes!
 
Ficamos presos as 590 páginas que não é nada perto da fome por saber o que virá a seguir!

Um livro para ser devorado e apreciado tamanha sagacidade e audácia do autor em criar um enredo muito bem amarrado onde toda e qualquer intriga aparentemente sem nexo é bem explicada levando o leitor ao êxtase total!

O ódio por parte de Luiza é perturbador!
Ver a família Souza e Lima sofrendo e se desfazendo pouco a pouco foi cruel, mordas e delicioso!
As maldades por parte de Dona Mariana e a insatisfação que ela demonstra com sua vida e tudo que a cerca e principalmente os motivos que "explicam" seus atos é de deixar qualquer um sem ar! O segredo envolvendo Dona Mariana, Dona Cecília, Alfredo e Leopoldo nos deixa boquiabertos!
A doença avassaladora do chefe da família Souza e Lima (Sr.Alfredo) e o seu fim é de dar pena!

Todos os personagens dessa intriga sofrem de forma distinta e cruel, cada um sendo massacrado pela vingança de Luiza. A maior sofredora, Nádia, foi quem me deu mais pena! Ela sofreu da pior maneira que alguém poderia sofrer, usaram seu desejo e impossibilidade de ser mãe para acabar com ela, e posso dizer que Nádia chegou ao fundo do poço e desespero. Além disso, o grande segredo de seus pais que a envolve e a maneira como foi criada e tratada por sua mãe (Dona Mariana) poderia além de tornar a pessoa infeliz acabar com qualquer possibilidade de se reerguer algum dia!
Fiquei com muita pena dela durante todo o processo da vingança de Luiza. 

O livro me prendeu e me deu um prazer imenso e quando falo isso não é da boca para fora! É verdadeiro! Sabe quando não encontramos palavras suficientes que possam descrever a intensidade da palavra ódio? Pois é!
E ver Toda ira de Luiza virar contra ela ao começar a ser desmascarada me deixou dividida entre a vontade de vê-la pagar por toda sua crueldade e o medo de vê-la perder Gabriel, que também era alvo de sua ira e tornou-se o amor de sua vida!

Não sei se concordo com todas as decisões tomadas pelo autor quanto ao rumo dos personagens, pois como leitora acabei me envolvendo com cada um deles e desejando no meu íntimo um destino para eles, que algumas vezes coincidiu com o que o autor deu e outras nem tanto, como foi o caso do drama envolvendo Nádia e Liliam. Não vou entrar em detalhes para não estragar a leitura daqueles que irão à busca dessa leitura em breve!

Porém o que posso afirmar, com convicção é que Segredos é o livro!    

Dessa vez não vou me prender em falar sobre a história, pois o Aguinaldo Silva explica muito bem do que se trata em seu prefácio, por isso nessa resenha contém apenas as minhas impressões após a leitura desse livro fantástico e viciante!  



Livro:Segredos
Autor (a):Bolivar Soares
Editora:Dracaena
Ano:2012
Edição:1
Páginas:590
Avaliação:5

2 comentários:

  1. Oi Karini, tudo bem com você?
    Adorei a sua resenha, e fiquei curiosa com o livro!
    Beijos

    ResponderExcluir