Resenha: Por falar em disputa – Aline Negosseki Teixeira



Sinopse:

Entre um empresário e médico riquíssimo, urbano e sedutor e um agricultor rude, belo, romântico e reservado, você escolheria essa ou terceira opção? A escolha de Anna Maria, estava feita muito antes da consumação do tempo... Ou mesmo antes! Paraná e Minas Gerais... Anna Maria Schöll é a mais linda jovem que a pequena cidade de Cafeara conheceu. A mais meiga, mais cativante. Anna Maria é rainha do rodeio. E sua vida gira em torno da família, dos amigos verdadeiros cultivados ao longo da vida e dos concursos de beleza dos quais participa. Nunca planejou muito o futuro, porque acredita que se deve viver intensamente o presente. Ser feliz, para ela, é apenas viver. Tem um grande sonho, que é a única coisa que almeja para si: viver um grande amor, um amor de abalar as estruturas do ser, maior que tudo que já teve, sentiu ou conheceu. Quando seu coração se divide em dois e, indecisa por natureza, tem de escolher, ela nem raciocina, pois quem manda são seus hormônios e seu coração e, finalmente encontra o amor, da forma mais surpreendente. Um amor puro, intenso, repleto de paixão e sentimento. Mais forte que sua característica indecisão, que qualquer intriga ou ardil. Tão implacável quanto o próprio tempo. Mais violento que o mais bravo dos touros. Por Falar em Disputa... é um romance de disputas, um romance do valor verdadeiro e profundo de uma amizade, da união fraternal de uma família, de amores doces e de amores ardentes, de questionamentos e de passeios inesperados na montanha russa dos sentimentos. Mais que tudo, é um romance de crescimento e maturação. E, de tão intrincado, pediu para não terminar jamais.


Anna Maria é uma jovem linda, encantadora e de bom coração que vive em uma pequena cidade de interior chamada Cafeara. Ela se tornou a rainha dos rodeios por toda a região e é muito cobiçada pelos jovens que a conheceram, porém o seu sonho é encontrar um grande e verdadeiro amor. Apesar da beleza exuberante, Anna é uma moça simples, cativante, muito meiga e sonhadora.

Em um dos rodeios, que Anna foi com seu melhor amigo José Vitor ou Zé, que Anna conhece Daniel. Ele se torna mais um dos jovens que desejam conquistar o seu coração, fazendo galanteios, trazendo presentes e mostrando uma realidade cheia de glamour, que ela desconhecia. É nesse momento que José Vitor se percebe apaixonado e se declara para Anna, deixando-a confusa e com medo de magoá-lo. O rico e sedutor Daniel entra em uma disputa pelo coração de Anna Maria com Zé, mas a verdade é que nenhum dos dois mexeu com ela da forma como gostaria. Ela queria alguém que mexesse com seu coração e o fizesse sentir tudo com intensidade.

Anna dispensa Daniel e pede para Zé levá-la para mais um rodeio, onde estará lutando pelo título de rainha. Nesse rodeio ela comece o peão João Caetano, mais conhecido por Juca, que passou anos longe dos rodeios e se recolheu na sua cidade no interior de Belo horizonte após alguns conflitos com o pai e o acidente que causou a morte dele, da mãe e deixou o irmão em coma.

Na primeira vez que vê o peão, Anna sente uma enorme atração e não sabe que além do prêmio do rodeio o ganhador poderá ganhar um beijo na boca da rainha, se ceder cinco mil de seu prêmio. Juca, que tem uma missão e precisa desesperadamente do dinheiro, acaba deixando o fato de lado quando vê Anna Maria, beijando-a com toda intensidade na frente de todos. Esse fato deixa Zé, que estavam aos tapas com Daniel por causa de Anna, aborrecido e achando que amiga se vendeu para o peão.

As coisas ficam estranhas a partir desse momento, pois agora Anna Maria está completamente fascinada com Juca e Zé que até então disputava o seu coração com Daniel passa a lhe tratar com frieza. Ela começa então a sair escondida com o vaqueiro. A relação dele começa a ficar intensa e em pouco tempo ambos estão perdidamente apaixonados.

Juca foi para o Paraná para conseguir dinheiro para ajudar o irmão, Alberto ou Beto, que ficou em coma depois de um terrível acidente, que matou os seus pais. Sua tia Márcia, bruxa má, conseguiu a guarda do irmão e de todos os seus bens, proibindo Juca e sua cunhada Nanda, noiva de Beto, de vê-lo. Nanda, que estava desesperada, pediu ajuda a Juca e ele tentou jogar com as mesmas cartas que a tia e subornou o juiz da cidade. O problema foi que tal Juiz pediu muito dinheiro e por isso Juca teve que voltar a fazer o que o pai odiava. Assim ele partiu para mais um rodeio, na esperança de ganhar o prêmio e comprar a guarda do irmão.

Nesse meio tempo, Juca se apaixona, perdidamente, por Anna Maria e as coisas começam a ficar sérias demais entre eles. Ele consegue namorá-la em casa e conhece toda a família. Aos poucos vai protelando a sua partida para sua cidade em Minas Gerais e quando percebe avançou mais do que deveria. Ele e Anna Maria partem para um envolvimento mais profundo e agora não vê mais sua vida sem ela. Decide então ficar noivo, antes de partir, e levá-la com ele para sua cidade natal. Enquanto isso, Nanda, sua cunhada que estima e que ama como uma irmã, se junta com a tia Márcia e trama contra ele. Ele recebe um telefonema desesperado, pedindo para voltar para casa, pois a tia pagou um suborno mais alto ao Juiz. Sem ter o que fazer, Juca deixa Anna Maria, sua noiva para trás, com a promessa de voltar para se casarem o mais rápido possível. O que ambos não sabem, é que Anna Maria carrega um filho seu no ventre.

Márcia e Nanda armam contra Juca, junto com o Juiz, e ele é preso em flagrante por suborno. Ele pede para Nanda avisar Anna Maria e pedir para esperá-lo, mas sua cunhada o trai mais uma vez e diz para sua noiva que ele se casará com outra.

Juca é preso e condenado a passar alguns anos na cadeia, enquanto isso em Cafeara a linda rainha dos rodeios, a jovem mais bonita e cobiçada por todas é humilhada pelo pai e o irmão. Zé, até então o seu grande amigo e que se dizia amá-la, também acaba tratando com desprezo, o que deixa Anna Maria muito mal. Porém ela tem esperanças do seu amor voltar e partir com ele para sua cidade. Tudo cai por terra quando recebe a fatídica noticia de que Juca irá se casar com uma moça, a quem engravidou em sua cidade. Para completar toda a maldade, Nanda avisa que Anna Maria ficou noiva de Zé e o despreza.

Separados Juca e Anna Maria sofrem muito. Ele fica na cadeia nutrindo ódio por Anna e jurando vingança quando sair. Anna Maria decide ter o filho sozinha, sofrendo com humilhações, apesar do apoio incondicional da mãe, da madrinha dona Sandra (mãe de Zé) e de sua irmã Anna Carolina.

Quando o filho está prestes a nascer, Anna Maria vai morar em Londrina, na casa de uma tia, junto com Carol, que passou no vestibular. Lá ela recomeça a sua vida, ainda amando intensamente Juca, mesmo depois de ter sido abandonada por ele.

No decorrer do livro nós conhecemos a história de algumas das personagens encantadoras. O primeiro por quem me apaixonei foi Zé. Torci muito no início da história, mesmo achando que Daniel era perfeito para Anna Maria. Contudo, vendo o amor e o cuidado de Zé com ela, cheguei a achar que ele seria a pessoa ideal e que poderiam construir um amor aos poucos.  Depois me sensibilizei com a história triste de Daniel, que foi traído pela noiva, que amava muito, e viu em Anna Maria alguém que pudesse substituí-la e lhe devolver o amor perdido. A amizade que Zé e Daniel construíram, depois da disputa por Anna, foi bonita demais e os segredos vieram à tona, fazendo com que simpatizasse ainda mais com esses dois.

Tive muita pena de Dona Sandra, mãe de Zé, por ter que revelar coisas que o fizeram sofrer muito e fizeram com que o filho se afastasse dela. Dona Sandra se mostrou o tempo inteiro uma pessoa de bom coração e atitudes dignas. Mesmo quando torcia para Anna se casar com seu filho, soube compreender e apoiar as atitudes da afilhada. No momento mais difícil para ela, foi Dona Sandra quem a confortou e mostrou que ser mãe solteira não era indigno como Anna pensava. Essa personagem, sem dúvida, conquistou o meu coração.

Anna Carolina, irmã de Anna Maria, no início do livro se mostrou muito introvertida. Em determinado momento achei que ela possuía inveja da irmã. Mas depois compreendi que amava Zé e sofria ao ver o amor desmedido dele por Anna Maria. Apesar de tudo, no momento em que o mundo caiu, ela deu a mão e apoiou Anna, amando a sobrinha antes mesmo que nascesse. No decorrer do livro me apaixonei por Carol e comecei a torcer para ela. Espero que na continuação a autora dê um final digno para essa personagem. Carol foi simplesmente fofa demais.

Amor de mãe é sempre incondicional e Dona Rosa foi uma mãezona para Anna Maria. Ela sempre apoiou as escolhas da filha, mesmo quando o pai deixava clara que queria Zé como genro. Essa mãe corajosa escondeu alguns fatos e chegou a mentir para o marido para proteger Anna Maria. Quando a filha disse que estava grávida, apesar de decepção, dona Rosa apoiou e se mostrou desgostosa com as atitudes do marido. Certamente poderia ter agido com preconceito, envergonhada e humilhada diante da situação, mas foi corajosa e não teve vergonha da filha. Gostei muito das suas atitudes durante do livro.

Por falar em disputa é um livro que fala de muitos tipos de disputas. Nele temos a disputa pelo coração de Anna Maria, a disputa pela guarda de Alberto e a disputa pelo coração de Daniel. Neles temos muitas personagens, jogos de intrigas e interesses, mentiras e armações, deixando o ainda mais interessante. Mas o legal do livro, que apesar de tudo, vemos que temos muito amor. As personagens são apaixonadas e apaixonantes, deixando o leitor envolvido e às vezes até confuso. Eu me envolvi emocionalmente com cada um deles e quis um final bom para todos. Chorei, ri e me emocionei. Além disso, a autora colocou o sotaque típico das regiões e quando dialogavam, conseguia identificar o jeitinho mineiro e paraense quando conversavam. A leitura se tornou super deliciosa e consegui ler esse livro em um dia

Cheguei ao final desse livro com o coração aliviado. Confesso que minutos antes eu estava com vontade de gritar e espancar alguém, mas ao ler a última página fiquei em paz.. A trama de Aline Negosseki é cheia de nuances e leva o leitor do céu ao inferno. O livro é cheio de amor, um amor tão grande e profundo, que foi capaz de perdoar e recomeçar, mesmo em meio a mentiras, traições e dissimulações. Para resumir, foi uma verdadeira novela mexicana. Eu tive tanta raiva de Nanda e me peguei conversando com ela durante a leitura. Odiei a bruxa má da tia Márcia com toda intensidade, mesmo sem entender os motivos de sua maldade. Amei Zé, Daniel, Dona Rosa, Dona Sandra e a maioria das personagens, mas fiquei muito comovida com Anna Carolina e sua generosidade. Estou louca para a autora fazer uma trama sobre Anna Carolina, que é uma das minhas preferidas e com certeza merece... Zé nem se fala, pois cheguei a torcer por ele no início do livro... É claro que foi antes de Juca aparecer.

Anna Maria e Juca são apaixonantes.. SIMPLESMENTE APAIXONANTES. Ai como sofri com esses dois. O destino foi cruel com eles e tantas armações contra esse amor, que me fizeram chorar. Agora, que tudo acabou bem, estou feliz. Mas não deixo de querer a continuação. Preciso de mais Aline... Simples assim. 5 estrelas e dois coração. APAIXONANTE!!!!


bjs no core
Glau

Título: Por falar em disputa
Autor: Aline Negosseki Teixeira
Editora: produção independente
Capa: Aquarela, Fotografia e edição gráfica.
Revisão: Bruna Longobucco
Diagramação: Mateus Costa Teixeira
Ano: 2011
Páginas: 247
Avaliação: 5
Onde comprar: http://www.alineteixeira.com

6 comentários:

  1. Realmente lembra o enredo de uma novela mexicana,vale a pena ler pelo casal e pela trama também

    ResponderExcluir
  2. O livro é viciante e delicioso. Vale a pena comprar. Eu li tudo em um dia. Olha que não é fino. Se tiver a oportunidade, entre em contato com a autora.


    Obrigada por comentar. bjs no core

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha ficou maravilhosa... Gláucia!
    Tem muitas coisas que vai se aprofundar e compreender quando ler Por Falar em Lembranças... A continuação!
    Me vi rindo aqui, é estupendo reler nossa obra com os olhos de outro alguém! Obrigada por essa bela resenha.
    Sabe, essas personagens todas vivem... Vivem em meu coração e muita coisa ali é tirada da própria realidade, com toda a licença poética, claro!
    bjos!
    Aline N. T.

    ResponderExcluir
  4. Gláucia, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas depois de ler a sua resenha, achei maravilhoso....
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Glaucia.

    Fico feliz que tenha gostado da minha dica e por ter apreciado a leitura deste romance tanto quanto eu na época em que o li. Fiquei inebriada por essa história e não tem como torcer e vibrar a cada momento pelos personagens.

    Tive um turbilhão de emoções desenfreadas e, em alguns momentos, queria pular no pescoço da bitch. [risos]. Apesar das maquinações p/ separar o casal, o amor foi mais forte e triunfou no final.

    Digno de novela mexicana! Haja emoção e coração!

    Ansiosa pelo próximo. Há mais de ano estou na expectativa da espera. É angustiante, mas cada minuto valerá a pena.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Aline.


    Ansiosa pela continuação e para saber como será o enredo do próximo.



    Saudade desses personagens queridos, que me trouxe lembranças da época de minha avó e mãe.


    Beijos.

    ResponderExcluir