Resenha: Desventuras em Série - Livro 11,12 e 13 - Lemony Snicket

Livro:A gruta gosgônea
Série:Desventuras em Série
Autor (a):Lemony Snicket
Editora:Companhia das Letras
Páginas:288
Avaliação:5

O novo volume que dá seqüência à crônica da trágica e desgostosa vida dos irmãos Baudelaire está, como sempre, repleto de infortúnios. Aqueles que ignorarem a advertência de Lemony Snicket encontrarão Violet, Klaus e Sunny em um tobogã, descendo as águas cinzentas do Arroio Enamorado. A situação não é das melhores: depois de resgatar Sunny das garras do Conde Olaf, os Baudelaire se vêem separados do amigo Quigley, numa jornada rumo ao pé das Montanhas de Mão-Morta. A viagem só não é mais desagradável graças à aparição do submarino Queequeg, que resgata os três das águas violentas do Arroio. Capitaneado pelo excêntrico Andarré, o minúsculo Submarino Q e sua Tripulação de Dois ainda abriga Fiona, enteada do capitão, e Phil, que já havia ajudado os Baudelaire no infeliz episódio da Serraria Alto-Astral. Em busca de um misterioso açucareiro, os seis chegam à Gruta Gorgônea, onde cogumelos venenosos e a aparição de um certo conde podem precipitar desenlaces ainda mais tristes na vida da trinca desafortunada.

Esse é o décimo primeiro volume de Desventuras em Série de Lemony Snicket



No episódio anterior de Desventuras em Série, Sunny ficou a mercê do horrendo conde Olaf e pela primeira vez os irmãos viram-se separados.
Essa jovenzinha apesar de falar tão pouco consegue cativar o leitor que sofre ao vê-la se perder de seus irmãos. Porém, graças a Deus, ela retorna ao convívio com os demais Baudelaire.

Nesse volume teremos os quinze anos de Violet e o primeiro beijo de Klaus e quem pensa que esses momentos serão marcantes e alegres se enganam, na verdade serão marcantes sim, porém não de forma positiva já que tudo na vida dos órfãos parece estar cercado de sofrimento, tristeza, dor, perigos.

Mais um volume cheio de enigmas e que nos deixa com a curiosidade a flor da pele, loucos para entender o que virá a seguir e o porquê desses pequenos órfãos sofrerem tanto.
Apesar de ter gostado igualmente desse volume, tenho que ressaltar que achei que os irmãos tiveram um "descanso" em relação aos demais livros da série e no final não temos nada comparado aos outros livros, nem por isso deixei de apreciar A gruta gorgônea, onde os pequenos onde os pequenos vivem suas peripécias em um submarino repleto de situações e pessoas inusitadas.
Novos personagens serão introduzidos a trama e os mistérios continuam!





Livro:O penúltimo peregrino
Série:Desventuras em Série
Autor (a):Lemony Snicket
Editora:Companhia das Letras
Páginas:320
Avaliação:5

Quem, em prantos, seguiu as Desventuras em Série publicadas pela Companhia das Letras, vai chorar ainda mais com o 12º e último livro antes do último livro da terrível coleção de Lemony Snicket. Nele, os órfãos Baudelaire enfrentam o odioso Conde Olaf no Hotel Desenlace, onde os horrores se sucedem: uma vilã vestida de alface, gente furtiva perambulando no porão, um relógio sinistro, um açucareiro perdido, uma lavanderia com Cerramento Supravernacular Complexo, um tribunal vendado, pessoas nobres e pérfidas no mesmo barco e um final terrivelmente surpreendente. Porém, o que contém o açucareiro, e o que é C.S.C.? Só saberemos, talvez, num igualmente misterioso 13º volume. 


Nesse volume, enfim teremos respostas para várias questões misteriosas que afligiram não só os irmãos Baudelaire, mas a nós leitores! Porém quem pensa que de fato saberá tudo lendo este volume se engana, pois como é típico de nosso autor, enquanto alguns mistérios são resolvidos, muitas outras questões são levantadas fazendo nossa cabeça dar um nó e nosso estomago se retesar imaginando o que virá a seguir.

Os órfãos se perguntam se são pessoas nobres ou vilanescas, pois no meio de toda a desventura vivida, foram obrigados a fazer coisas que não são tão legais, com o intuito de atender a uma motivação maior do que a consciência e questionamentos deles.

Quem quer saber sobre a C.S.C. nesse volume também estaremos bem mais próximo do que estivemos de descobrir o que a cerca e quem são as pessoas envolvidas e suas motivações.

As artimanhas de Conde Olaf e seus lacaios não param nunca e parece que eles são feitos de pedra, pois tentam a todo custo "prejudicar" os irmãos os afastado de ter um final feliz.
Já começo a me perguntar se realmente o que o autor fala é verdade, que não teremos um final feliz. Eu li essa série inteira com "o coração na mão" pensando: "não é possível tanta falta de sorte" e acreditando que ao me aproximar do fim as coisas fossem mudando. Mais aqui estou eu a um passo de terminar essa série e não sei o que esperar, não sei o que acontecerá com os coitados dos irmãos Baudelaire que já passaram por mais do que muitas pessoas seriam capazes de suportar mesmo na ficção!






Livro:O fim
Série:Desventuras em Série
Autor (a):Lemony Snicket
Editora:Companhia das Letras
Páginas:312
Avaliação:5

Finalmente, o tão esperado 13º volume que encerra a longa narrativa da terrível saga dos órfãos Sunny, Klaus e Violet. Mesmo que a vida dos três oferecesse mistério e martírio suficientes para preencher milhares de páginas, Lemony Snicket garante ter chegado à reta final da solene tarefa que lhe ocupou tantos anos de vida. Mas, como sempre, vale o alerta: aqueles que encontram prazer e alegria em outras coisas, que passem ao largo deste livro - pois é bem possível que O fim acabe com a vida do leitor mais suscetível. Mesmo quem enfrentou corajosamente os doze volumes anteriores não irá suportar tanta desgraça, como uma tempestade bravia, uma bebida suspeita, um bando de ovelhas selvagens, uma gaiola de passarinho gigante e ornamentada, e um segredo de fato assustador sobre os pais dos Baudelaire. Para completar, diferentemente dos outros livros da série, neste último o grande vilão, conde Olaf, está presente desde o início da narrativa. Ele e os Baudelaire começam juntos: estão todos no barco que os salvou no final de O penúltimo perigo. Atracam em uma ilha, que, perdida no meio do oceano, é povoada por náufragos e comandada por Ishmael, um homem barbudo que tem os pés feridos sempre cobertos de barro. Tudo muito suspeito... Será que todo o mistério finalmente será revelado? Afinal, quem são os pais dos órfãos Baudelaire, o que é C.S.C., e o que acontecerá com todos os personagens da série? Bem, talvez O fim não seja para qualquer um. Por isso é de fato muito recomendável que se faça um check-up cardíaco antes de ler o livro.





E cheguei ao fim ou não das desventuras sofridas pelos irmãos Baudelaire. Eu esperava sim, que ao chegar ao último livro fosse encontrar explicações tim tim por tim tim, mas não foi bem assim, muitas coisas foram jogadas e outras sequer mencionadas; fiquei bastante decepcionada com isso, porém era de se esperar que as coisas não fossem como eu gostaria que fossem..  Afinal o próprio autor avisou isso incansável vezes no decorrer de todas as páginas lidas.

O que acontece com os irmãos Baudelaire? Fica praticamente para a imaginação do leitor concluir, certamente essa foi à intenção do autor, mas como sempre digo, prefiro que o autor coloque todos os pontos para que eu possa então imaginar a partir do exposto e não por mim mesma.

Mesmo assim não me arrependo de todas as horas gastas com os Treze Volumes de Desventuras em Série, o autor soube abordar com muita sagacidade o caráter e personalidade de seus personagens, bem como as relações humanas existentes dentro e fora das páginas. Todos nós temos um lado negro e um bom, e para qual lado iremos pender, depende da situação.

Os irmãos completam sua família ao se reunir a bebe Beatrice snicket, porém fica a interrogação se vão ser felizes, já que foram marcados por tantas desventuras e o que acontece com eles ao atravessarem o mar saindo da ilha. Eu realmente queria saber. Mais infelizmente ficarei com um gostinho de quero mais e certa mágoa pelo autor não ter dado todas as explicações, mesmo que deixasse os irmãos sofrendo no corre corre de suas desventuras!

Esse último volume me deixou em um misto de sentimentos.. Raiva, tristeza, mágoa, saudades, melancolia.. Porém volto a dizer que adorei as horas gastas com essa leitura e recomendo a Série!
 

1 comentários:

  1. Bom dia Karini, tudo bem?
    O último livro me deixou com saudades rs.. fiquei pensando, depois de completar tantas aventuras, como aquilo poderia ser o fim...
    Amei a resenha dos três livros.
    Beijos

    ResponderExcluir