Resenha Premiada: A Estrela - Javi Araguz & Isabel Hierro

Sinopse:


Após uma catástrofe ter transformado o Linde em um ambiente hostil e instável, todos os habitantes do mundo precisam aprender a viver em clãs isolados, dentro dos Limites Seguros. As rupturas fazem com que o mundo mude de forma repentinamente e os que não estão preparados podem perder-se para sempre. Durante uma violenta ruptura, Lan, uma garota que vive no clã de Sálvia, não resiste e acorda sozinha e sem mantimentos no meio do deserto. Logo a garota é resgatada, porém, por seu pior inimigo. Destemida e determinada a encontrar sua família, Lan percebe que a única forma de reencontrá-la e talvez encontrar uma cura para o Linde depende unicamente da aliança com um povo nada confiável.

Ando simplesmente encantada com o gênero distópico e quando soube desse lançamento corri para ler e não me arrependi em nada! Venham comigo e conheçam um pouco sobre o distópico A Estrela:


Em A Estrela conhecemos Lan, uma jovem muito esperta que sobrevive em Sálvia apesar dos rompimentos da Quietude possui uma vida estável ao lado de sua mãe, mesmo após seu pai se perder com o rompimento da Quietude. O mundo em que ela vive sofreu uma catástrofe devido aos abusos ao meio ambiente e desde então ele muda de forma a todo instante, podendo fazer com que as pessoas se percam para sempre. É como se ao olharmos para o horizonte visemos o mar e de repente quando a Quietude se rompe passássemos a ver o deserto no lugar do mar!
Quando a ruptura da Quietude se aproxima todos buscam abrigo para se protegerem de se perderem para sempre ou de se contaminarem com as partículas e serem levados a um estado vegetativo ou a morte!

As aventuras de Lan começam quando Ivar, um menino de Sálvia desaparece e sua mãe pede ajuda desesperada, pois a Quietude pode se romper a qualquer instante e ele se perder para sempre! Mesmo contrariando sua mãe, Lan sai em busca do menino e se depara com uma cena que não esperava, as plantas sangram, a Quietude se desfazendo pela segunda vez na mesma semana e Ivar desaparecido. Nada parece fazer sentido e quando encontra Ivar, percebe que um sequestrador o tem.. ao romper o limite seguro Lan se depara com o sequestrador e percebe que suas íris brilham em um tom prata intenso. Ao perceber o toque do sequestrador Lan sente um formigamento e fortes cãibras fazem com que ela sinta muita dor. Ela percebe uma tatuagem em forma de estrela no dorso da mão do sequestrador. Ela sabia que já tinha visto aquilo em algum lugar, porém não se lembra onde.. 
Por um instante ela fica apenas sentindo a Quietude após ver o mundo ao seu redor mudar de forma e ao abrir os olhos se vê na entrada de seu vilarejo com Ivar desacordado ao seu lado.

Ela descobre momentos depois que o tal Sequestrador na verdade é um Errante, um dos Caminhantes das Estrela que possuem autorização para transpassar a barreira segura e andar pela terra. Isso a deixa confusa e ela encara de frente o Sequestrados contando a todos o que ele fez e que a tocou. As pessoas ficam estupefatas, pois é proibido tocar um Caminhante das Estrelas, diz que esse ato pode levar a morte sendo passivo de punição severa para o Caminhante que quebrar a regra! 
As pessoas a olham tão assombradas e muitos a intitulam louca dizendo que ela deve ter entrado em contato com as partículas. Lan resolve deixar isso de lado por enquanto, ela é uma pessoa sensata e astuta e sabe que discutir não a levará a lugar algum, o que precisa é descobrir o que está acontecendo.

Após a Quietude romper-se novamente Lan se perde no deserto e se vê sozinha, mesmo assim arranja forças para tentar se safar e ir em busca de sobreviventes de seu vilarejo. Nessa busca, ainda no deserto, quando Lan encontra os Come Terra, ela acha também o apito de Nao, seu melhor amigo e ao usá-lo é resgata, adivinhem por quem? Pelo Sequestrador.

Lan precisa aceitar a ajuda dos Errantes e confiar que eles são o único jeito de seguir rumo aos sobreviventes de seu povoado. Mesmo desconfiando deles, aos poucos ela vai tomado conhecimento de segredos importantes e percebe que o Sequestrador na verdade não é um sequestrador se envolvendo em uma busca desenfreada pela cura do planeta, para que possam viver sem o rompimento da Quietude!


O livro flui com uma rapidez incrível e sua narrativa é empolgante e envolta em um mistério que nos deixa ansiando pelo desfecho.

A história possui muita coisa interessante que não ressaltei acima e também personagens marcantes, tudo acontece como em um tornado, uma coisa leva a outra e quando vemos terminamos a leitura; fiquei com a sensação de que o livro poderia ter muito mais páginas do que na verdade possui.. Eu poderia ler mais 240 páginas sem enjoar ou cansar de A Estrela!

Com um romance improvável de se imaginar no meio de um mundo devastado e de implicações sérias.
Um povo pressionado pelo medo de se perder para sempre onde as pessoas acabam tornando-se covardes e vendo apenas seu próprio lado, com receio de que se estender as mãos ao próximo em um impulso de ajuda ou rebeldia possam se prejudicar! Pessoas que aceitam as verdades impostas sem retrucar e jovens corajosos e destemidos que apostam tudo em uma possível cura para o mal que os aflige, sabendo que só haverá cura se agarrarem o fio de esperança que existe e lutarem para alcança-la!




Quer ganhar um exemplar do livro? Siga as regras e participe! Via rafflecopter!


Para que fique claro as regras obrigatórias:

1-Seguir o blog
2-Comentar nessa postagem coerente a resenha incluindo nome de seguidor e twitter
3-Seguir o @mixliterario
4-Seguir a @RaiEditora
5-Twittar a frase que encontra-se no rafflecopter

Quem deixar de seguir algumas das regras, incluindo o comentário na postagem será desclassificado!
É para preencher o formulário do rafflecopter, as regras acima são apenas para que fique claro e não haja dúvidas!


a Rafflecopter giveaway

Todos os participantes deverão residir em território nacional.
A responsabilidade do envio é por conta da Rai Editora e poderá ocorrer em até 30 dias.
O sorteio irá de hoje até o dia 19/10.


ISBN:9788581460345
Livro:A Estrela
Autor (a):Javi Araguz & Isabel Hierro
Editora:Rai Editora
Tradução:Carolina Caires Coelho
Revisão:Flávia Yacubian
Ano:2012
Edição:1
Páginas:240
Avaliação:5 S2

25 comentários:

  1. Enquanto eu lia a resenha, devorava as linhas para saber mais e mais. Minha nossa! Eu nunca li um livro com um tema sobre esse, sinceramente. Bastante original. E a vontade de querer saber os detalhes? E o final? Isso é maldade, tenho dito. Resenhas assim somente aumentam o meu desespero, a lista de livros desejados também. Preciso agradecer pela resenha, ela estimula a vontade em ler, e em casos como o meu que não fazia ideia da existência do livro, desperta a vontade em devorá-lo.

    ResponderExcluir
  2. Andressa Nunes
    @jada171

    Achei a resenha bem interessante, bem coesa, expondo os pontos fortes do livro nos convidado a ler essa obra.

    ResponderExcluir
  3. Olá, adorei a resenha !
    Ainda não tive a oportunidade de ler um livro do gênero distópico, mas estou com muita vontade, e esse me parece um ótimo livro para começar, não é? Achei muito doida essa coisa de romper a Quietude, me parece meio confuso, mas com certeza lendo o livro nos acostumamos aos termos criados. Uma curiosidade: É um livro apenas? Ou é uma série?

    Nome de seguidora: Ketelin Natieli Wochner
    Twitter: @ketelinnw

    ResponderExcluir
  4. Mais um livro distópico né? Mas penso que é reflexo do medo do futuro, tds temos, mas alguns realmente entram em paranoia, e acreditam que td vai acabar ou mudar trasticamente, disso aparecem as sublimações destas pessoas: livros distópicos.


    Isso me soa tão interessante que me desperta até vontade de escrever um artigo sobre o gênero...Divagadas a parte sua resenha está mto boa, e desde que peguei marcador do livro na Bienal quero ele na minha estante!!

    Seguidora: Bru Costenaro
    Twitter: @BruFinland


    Miquilissss

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Karini, tudo bem?
    Você acredita que logo quando eu vi a primeira postagem sobre esse livro eu babei na capa? Eu achei bem diferente e ela realmente me chamou a atenção.
    A sinopse acabou contribuindo bastante, porque esse gênero de literatura o autor pode ousar e inventar coisas mirabolantes rs...
    Participando da super promoção:
    Seguidor: Carolina Durães
    Twitter: Carol_Duraes
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Achei a história bem interessante, e fiquei muito interessada.
    Yvonne
    @YvonneSilva2012
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Parece ser uma história bem interessante. Acompanhei pelas redes o lançamento desse livro, mas nunca tinha lido uma resenha. me interessei para conhecer a história da Lan. Fora que adoro distopias...


    HUGS =D!!


    Joe Silva - Blog EP
    http://escrevendoaospouquinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. O que mais me chamou a atenção nesse livro foi a capa...achei tão diferente, sem aqueles toques coloridos, com mar, flores, sol, ou coisas do gênero (está super na moda, neh?). Antes de ler a resenha, eu já sabia que era uma distopia, pois a capa nos remete a isso.


    E mais uma distopia em minha vida...rs. A questão é...que enquanto eu ia lendo a resenha, fui imaginando um mundo tão devastado e seco que em minha memória voltei à série de filmes Mad Max (com o Mel Gibson lindo)...mas não me pergunte o motivo, eu simplesmente visualizei aquele cenário desértico.


    E a Lan, me apereceu uma menina forte, determinada...lembrando-me da minha querida Katniss...e então me veio uma coisa na cabeça...e me corrija se estiver errada...mas creio eu, que a maioria das distopias têm como personagem principal uma menina/adolescente, que enfrenta tudo e todos, sem medo e sempre com um objetivo...é isso mesmo? Será que Katniss iniciou a era ADOLESCENTES DESTEMIDAS?


    Gostei muito do que li aqui...e como fã de distopias...esse é um livro que quero ter na minha estante.


    =D

    ResponderExcluir
  9. Eu sempre me empolgo com o comentário e acabo esquecendo de deixar os dados...rs.


    Vanessa Paiva
    @professoranessa

    ResponderExcluir
  10. Acho que é a primeira resenha que vejo deste livro :O E bem, o fez parecer ótimo! haha Sei que as distopias meio que estão na moda...mas esta me chamou atenção por tratar de um mundo que se virou contra os habitantes que tanto abusaram dele. E que por isso, essas pessoas precisam lutar, reconstruir, confiar, recomeçar. Acredito que seja uma bela aventura! Está na minha lista de leituras :)

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Gostei muito da sua resenha. Parabéns!
    Apesar da história me confundir um pouco, parece ser bem interessante. Gostei!


    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  12. Você escreveu uma boa resenha crítica. Não se limitou a resumir o livro. Citou características marcantes dos autores, etc.. Belo trabalho!
    David Lucas Sampaio
    https://twitter.com/DavidLBromsson

    ResponderExcluir
  13. Amei a resenha, eu também ando bem encantado com o mundo distópico e essa coisa de poder se perder porque o mundo muda acabou me chamando para ler este livro, achei a resenha muito bem escrita expondo tudo de positivo dentro do livro

    Nome de Seguidor: Robs Belcourt

    ResponderExcluir
  14. Outro distópico adoro ^^
    fiquei muito curiosa para ler esse livro nunca tinha ouvido falar sobre ele,entrou para minha listinha!

    ResponderExcluir
  15. Sou apaixonada por distopia e fiquei louca para conhecer tudo dessa já que vc diz não ter colocado tudo nesse post... fiquei meio confusa tb com a história, mas acredito que lendo o livro irei entender todo os por menores!!!!

    maryhelen bastos
    @maryhelen_ab
    maryhelen_ab@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Distopias estão em alta, mas ainda não li nenhuma... =/
    Ainda não tinha ouvido falar desse livro, é a primeira resenha que leio desse livro e foi muito bem escrita...
    Espero ganhar para matar minha curiosidade!
    Erica Lima, @EricaRockCity

    ResponderExcluir
  17. Andam saindo muitas distopias, só lendo pra saber se "dá pro gasto" hahaha, tenho medo que com esse boom acabe ficando tudo muito parecido!

    Errantes como zumbis? rsrs tô brincando :)

    Vou dar uma chance ao livro, pois gostei da capa e isso é muito importante! rs

    Beijos

    Lyn B. - @Lynn_Be

    ResponderExcluir
  18. Eu amo livro distópicos...Apesar de só ter lido poucos eu amoo...O que eu já li e mais gostei até agora é Jogos Vorazes, ele foi o primeirissimo distópico que eu li.
    Tenho Delirio e Estilhaça-me para ler, mas acho que sou vou lê-los quando lançar o segundo livro ( ixi...vai demoraaaar)
    Driely
    @drielymeira

    ResponderExcluir
  19. Os livros distópicos vieram com tudo, né??? Mas por enquanto, a única resenha que me chamou a atenção foi essa, então vou tentar ler esse livro pra ver se me identifico ou não com esse tipo de narrativa.

    ResponderExcluir
  20. Os livros distópicos vieram com tudo, né??? Mas por enquanto, a única
    resenha que me chamou a atenção foi essa, então vou tentar ler esse
    livro pra ver se me identifico ou não com esse tipo de narrativa.

    Nome de seguidor: Natty Lua
    Twitter: @NattyLua

    ResponderExcluir
  21. Sou fã de distópicos, e achei a história desse super interessante. Um pouco complexa, mas bem legal. Rsrsrsrs
    Mais um que vai entrar pra minha listinha de futuras leituras.


    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  22. Amo livros que idéias inovadoras e esse sei que não vai ser diferente. Quero muito lê-lo, fiquei curiosa e amei a resenha!Lilian Gabriella
    @todynho_gelado

    ResponderExcluir
  23. Olá eu quero muito ler esse livro, a capa é simplesmente linda, eu estava cansada de distopia mas essa me agradou tanto que esta na lista dos meus livros mais desejados do momento hehe, espero ganhar o exemplar na verdade eu preciso dele é quase uma necessidade primaria rsrs


    bjos


    Mundo Potinho

    ResponderExcluir
  24. Amei!!!
    adoro livros assim, (mocinha achando que o mocinho uma pessoa ruim e depois descobrindo que é ao contrario).

    ResponderExcluir
  25. Andam saindo muitas distopias, só lendo pra saber se "dá pro gasto" hahaha, tenho medo que com esse boom acabe ficando tudo muito parecido!

    Errantes como zumbis? rsrs tô brincando :)

    Vou dar uma chance ao livro, pois gostei da capa e isso é muito importante! rs

    Beijos

    Lyn B. - @Lynn_Be

    ResponderExcluir