Resenha || Ascensão da meia noite - Midnight Breed #4 - Lara Adrian




Universo dos Livros2012, Edição: 1ª
Em um mundo de sombras e escuridão, o desejo é a arma mais mortífera…
Para a jornalista Dylan Alexander, o que começa como a descoberta de uma cripta oculta acabará se transformando em uma espiral de violência e mistério que colocarão sua vida em perigo. Mas nada é mais perigoso do que o homem ferido e extremamente sedutor que emerge das sombras para carregar Dylan e um mundo sombrio…
Irado por causa de uma traição, Rio é um guerreiro que empenhou a vida na luta contra o exército de Renegados. Ele não permitirá que nada atrapalhe seu caminho – muito menos uma mortal que pode pôr em perigo a existência da Raça, ameaçada agora por um sombrio mal que despertou de sua letargia eterna.
Repentinamente, Dylan não consegue mais resistir ao toque de Rio, e descobre que eles estão unidos por laços fortes. Ela deverá escolher: deixar o reino da meia-noite ou arriscar tudo o que tem por esse homem que lhe mostrou o verdadeiro sentido da paixão e os infinitos prazeres do coração…



Para quem não leu os três livros anteriores, essa resenha contém Spoiler.

Ascensão da meia noite é o quarto livro da famosa série de vampiros Midnight Breed. Ele começa algum tempo depois dos vampiros guerreiros terem descoberto a cripta nas montanhas de Jicin, Republica Tcheca, onde um ser alienígena poderoso, que pode colocar a vida de toda humanidade em risco, estava hibernando. Rio ficou para trás para selar a cripta e impedir que fosse descoberta por humanos, contudo em seu estado de loucura resolveu dar fim a própria vida.

Dylan Alexander é uma jornalista frutada, que publica fatos incríveis e bizarros em um jornal sensacionalista. Com a mãe muito doente, resolve ir em seu lugar a uma incrível viagem com as amigas dela para a República Tcheca. Nessa viagem nas montanhas de Jicin Dylan  vê o espírito de uma linda mulher. Ela odeia esses dons e faz o possível para ignorá-los, mas sua curiosidade de jornalista a faz ouvir a mulher, que insiste que deve salvar alguém,  e segui-la até uma fenda na montanha. Ela acaba entrando na fenda e faz a incrível descoberta de uma cripta, com símbolos estranhos talhados nas paredes.

A jovem vai embora do local, mas passa o tempo inteiro pensando sobre os símbolos nas paredes da cripta. Ela faz perguntas a um barman, que fala sobre lendas de vampiros sugadores de sangue. Ali a jornalista vê uma incrível oportunidade, como uma matéria sensacionalista, que a ajudaria na carreira. Resolve voltar ao local tempo depois e registrar os símbolos na parede.

Rio está completamente perdido, sem esperança, movido pela dor, com a sede queimando a garganta e a insanidade o dominando. Quando está pronto para explodir a caverna, a mulher que o despertou mais cedo retorna. Ele faz o possível para se manter longe dela, mas em determinado momento os dois se tocam. A mulher mesmo assustada consegue fotografa os símbolos na caverna e o seu rosto medonho. Ele fica momentaneamente sem lucidez e perde a completa noção dos acontecimentos. Quando se recupera, decido que precisa explodir o local, achar a mulher, apagar as fotos e sua memória. Aquilo é uma questão de honra.

O guerreiro vampiro persegue o cheiro da jovem mulher até encontrá-la. O confronto dos dois ocorre e ela tenta desesperadamente escapar dele. Contudo Rio descobre que a jovem é uma jornalista e que enviou as fotos para várias pessoas. Ele decide ligar para o guerreiro Hacker Gideon, solicitando que apague as mensagens,mas as coisas não ocorrem de maneira adequada. Assim Rio seqüestra Dylan e a leva para um refúgio na Alemanha. Lá ele descobre que ela é uma companheira de raça e para piorar a situação, está completamente excitado por ela. Já

Dylan tem dificuldade de assimilar tudo o que ouviu e as conseqüências dessa revelação. Apesar disso começa se apegar ao seu seqüestrador e tenta se aproximar, quando ele faz o possível para afastá-la. Os dois passam a viver uma relação delicada, conflituosa e excitante.

Acontecem muitos fatos relevantes para a série, pois os guerreiros tem um novo e implacável inimigo. Mas esses fatos ficam em segundo plano, para o relacionamento do casal.

Não posso falar mais sobre o livro, porque já soltei alguns spoilers. O que posso dizer é que esse foi o meu livro preferido da série e mereceu, além das cinco estrelas, o coração de favorito. Eu realmente amo quando há um guerreiro ferido, magoado, fora de si e prestes a cometer uma insanidade se apaixona. Esses são os amantes mais apaixonados e intensos. Rio não fugiu a regra e me lembrou um pouco o Z de IAN.

Rio foi muito ferido fisicamente e emocionalmente. Para quem não se lembra no primeiro livro a sua esposa Eva o traiu e entregou os guerreiros para o inimigo. Ele quase morreu e seu lado emocional ficou completamente destroçado, além do corpo e rosto com cicatrizes horríveis. Para ele deixar Dylan se aproximar e constatar que está perdidamente apaixonado é uma dificuldade enorme. Ele luta muito contra os sentimentos e Dylan precisa usar toda paciência, sabedoria e carinho com ele. Como estão em momentos difíceis, visto que a mãe de Dylan está prestes a morrer, acabam se consolando. È algo lindo e intenso para  o leitor. Em alguns momentos Rio perde completamente a sanidade, mesmo assim Dylan não desiste de ajudá-lo e não foge de sua fúria. Como ela possui o símbolo de uma companheira de raça, os dois acabam se ligando de forma irremediável.

Essa é uma série que gosto muito e acho quem gosta de IAN vai se identificar bastante. Como já mencionei esse foi o meu preferido até aqui. Estou até agora com gostinho de quero mais. Por isso a leitura é super recomendada.

3 comentários:

  1. Bom dia Gláucia, tudo bem?
    Ainda não li esse livro, mas já li os anteriores da série e amei. Tudo bem, eu admito que prefiro mais IAN, mas essa série também me conquistou rs.
    Amei a sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Estou doida por este livro.
    Vou pesquisar os preços.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei interessada, mas só de pensar em série já me desanima.

    ResponderExcluir