Resenha: Redenção - Lívia Lorena

Sinopse:

Ruby é uma moça de vinte e poucos anos que tem um futuro normal e com boas expectativas. Vivendo com sua família no coração de São Paulo, ela nunca imaginou que se tornaria o centro de uma guerra que já perdura séculos. Após um incidente comum aos noticiários, ela se vê banhada num mar vermelho sangue que insiste em puxá-la cada vez para mais fundo, onde um vazio negro cheio de desejo e ânsia por dor e sofrimento clama por seu nome. Ruby. Ela não sabe como sua vida deu tal guinada, não entende as razões de ter sido jogada em um mundo onde a sede por sangue grita silenciosamente em seu peito, nos momentos em que ela mais deseja estar em paz. Há uma guerra sendo ocultada pelas manchetes de TV. Há muito dinheiro e poder em jogo e Ruby percebe que sozinha não terá chances de encontrar as respostas que procura, mesmo que elas estejam dentro dela, fluindo em suas veias. Ela acredita que tudo está perdido, mas quando surge na sua escuridão Aaron, seu zeloso companheiro, Ruby percebe que mesmo nas mais terríveis situações, existe espaço para a felicidade e para a devoção que só o sangue é capaz conferir.

ISBN:9788564469648
Livro:Redenção
Autor (a):Lívia Lorena
Editora:Dracaena
Projeto Gráfico e Diagramação:Francieli Kades
Revisão:Valéria Righe Dias
Ano: 2012
Edição:1
Páginas:454
Avaliação:4
 
Redenção da autora Lívia Lorena, é um livro muito bem construído e fundamentado que me trouxe ótimas horas de leitura.

O livro é sobre vampiros sim, como a própria autora coloca na apresentação, porém o livro é ambientado na cidade de São Paulo e além do fato de terem os vampiros como todos conhecemos (aqueles que são transformados por outros vampiros) existe a Ruby que nasceu humana, porém em seu DNA já existia o vampirismo.

Ruby cresce como humana e vive normalmente, até que um dia ao sair de casa, sua vida muda completamente. Ao despertar de um coma, Ruby é informada que levou um tiro e logo percebe as pequenas mudanças em seu corpo e a partir daí descobre um mundo até então existente apenas nas páginas dos livros e telas de cinema.

O desenrolar da história é muito bom, com Ruby tentando a todo custo negar seu lado monstro e se prendendo como pode a sua vida humana.

Nesse novo mundo existem dois grupos a Real Corpus (RC) - onde vampiros convivem em harmonia com humanos a fim de manter a paz e trazer beneficio para ambos os lados e existe a Dom Sacres (DS) - onde os princípios são parecidos, porém para a DS, humanos são servos ou apenas um grande rebanho.

Ambas as instituições vivem em uma luta constante de poder através da política e de dominar o maior número de aliados possíveis. Ambos se alimentam de sangue humano, só que a RC é uma instituição que busca além do beneficio próprio ajudar aos humanos e respeita os mesmos, quando para a DS visam apenas o que é melhor para eles (vampiros) e tentam dominar tudo a fim de dizimar os humanos e criar uma raça de vampiros puros e superiores!

A DS não tem escrúpulos e passa por cima de tudo e todos que possam estar em seu caminho rumo as suas metas, enquanto a RC age de forma cautelosa e se importam com as consequências de seus atos.

Os vampiros não são bonzinhos, eles demonstram bem sua natureza predadora e superior a dos humanos. Só que o grupo intitulado por RC, convive quase tranquilamente ao lado de humanos e possuem regras de convivência, a fim de controlarem seu lado predador e manterem os humanos seguros.

Os dois grupos estão atrás de Ruby, pois seu sangue especial, de uma nascida vampira, pode servir para criar vírus, acabar com doenças e tem a possibilidade de fazer com que os vampiros possam andar na luz do dia. Até então, apenas Ruby possui esse dom.

Não vou colocar mais nada sobre a história em si, pois corro o risco de "soltar" fatos importantes.

O livro de Lívia Lorena vai mais além do que apenas vampiros sedentos por sangue. Redenção envolve política, mistério, reencarnação, amor e possibilidades que ainda não li em outro livro antes desse. Quem leu o livro entenderá do que estou falando.

Lívia foi audaciosa criando uma história de vampiros com pontos muito singulares e que realmente agradou.

Confesso que o final achei um pouco corrido, pois durante a história, temos Ruby tentando descobrir sobre quem ela é e o que representa, porém quando chegamos ao ponto x da questão, as coisas vão muito rápido.

Ruby sofre sendo sugada pelos vampiros da DS e toma coragem para deixar seu monstro interior vir à tona quando sabe de sua real condição naquele momento, porém depois de fazer seu massacre, acaba caindo mais uma vez na lábia de Stéfano (malvado da DS) e retorna a sua condição meio humana se culpando pelo massacre ao seu redor e possibilitando Stéfano de quase cumprir seu objetivo de matar ela e Ceci (criança índigo especial cujo sangue neutraliza os efeitos nocivos do sangue de Ruby). Se não fosse por Aaron (vampiro meio bonzinho apaixonado por Ruby) ela poderia de fato ter sido morta.

Eu sei que o objetivo da autora era esse, que toda história entre Ruby, Stéfano e Aaron, remete a um passado muito distante e que Aaron precisaria resolver por suas próprias mãos as diferenças entre eles, o que não gostei naquele momento, foi de ver Ruby totalmente fraca novamente, com medo de seu Eu interior voltar a fazer o que fez no passado. Ali.. Naquele momento, gostaria de ter visto uma Ruby controlando seu extinto predador, direcionando seu monstro para aqueles que realmente mereciam.
E aquilo da Ruby ficar morrendo de pena dos humanos me irritou, pois é visível até mesmo para ela que é tão medrosa e confusa, que assim como vampiros, existem humanos que são ruins e que cometem atrocidades, como a de ficarem parados cheios de prazer assistindo Ruby ser sugada por vários vampiros.

Ruby coloca que os humanos em questão foram instigados por Stéfano, mas nesse ponto, concordo com o que ele disse.. Que todos tem livre arbítrio e que por mais instigados que fossem a decisão final foi deles! Então para mim, os humanos ali presentes, são tão maus quanto os vampiros da DS.

Enfim, eu adorei Redenção, apesar de ter me irritado com Ruby. E pelo que entendi o livro teve um fim com brechas para uma possível continuação.
Quando Ruby diz, que um dia Ceci e Aaron poderão cobrar-lhe as maldades que ela já cometeu em outra vida e a morte dos humanos que se foram na guerra pelo sangue de Ruby, fiquei com uma pontinha de esperança de ver mais de Ieva (monstro interior de Ruby - nome de Ruby em outra vida) em uma possível continuação.

Não que eu queira Ruby má. Eu quero ver Ruby balancear seu lado humano com seu lado vampiro. No passado Ruby (Ieva) ficou totalmente entregue a luxúria e no presente ela já sendo diferente em tantas coisas de Ieva, poderia muito bem dominar seu lado macabro e conviver melhor consigo mesmo. Afinal está na natureza de Ruby beber sangue e ela não poderá apenas se alimentar de Aaron sempre que precisar, pois o sangue humano a fortalece bem mais do que o sangue de Aaron e em sua condição talvez ela precise ceder a sua cede! rs

Minhas expectativas foram superadas com esse livro, pois pensei que se trata-se das mesmas coisas que sempre leio em outros títulos que falam sobre vampiros, mas Lívia soube adicionar um caldo especial a essa sopa, que tornou a leitura deliciosa apesar de eu não ter gostado de determinadas atitudes da personagem principal. 

Eu vi Redenção como uma apresentação ao mundo de Ruby como vampira e sinceramente espero poder ler uma continuação com cenas mais eletrizantes, menos pensamentos de Ruby e lembranças ao passado. Redenção criou um mundo tão interessante de se ler que na minha humildde opinião merece um segundo livro, onde as coisas "acontecerão" de maneira mais intensa, eletrizante e com muito sangue! rs



Redes Sociais:


Compare preço e compre AQUI!

11 comentários:

  1. Bom dia Karini, tudo bem?
    Estou super curiosa para ler redenção, como eu vivo comentando: os autores nacionais vem arrasando \o/
    Amei a sua resenha, só me deixou com mais vontade de ler o livro rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amiga, apesar de ser um livro de vampiro foge um pouco do ligar comum. Acho que a autora resolveu trabalha temáticas diferentes do que costumamos ver. Realmente me interessei pelo livro. Já vou colocar na minha lista de leitura.


    bjs no core

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem sim.
    Os autores nacionais estão fazendo bonito e não deixam em nada a desejar quanto aos livros estrangeiros.

    ResponderExcluir
  4. Então, o livro vale a pena sim. É bem legal e realmente me surpreendeu.
    Você sabe que ando meio saturada de vampiros, e quando pego um livro sobre o tema que inova me agrada bastante!

    ResponderExcluir
  5. Bem interessante, colocando na lista!

    ResponderExcluir
  6. Parece ser bem interessante, gostei da dica!


    Olá!

    Vim aqui para convidá-lo(a) a conhecer o meu livro que
    lançará agora em Setembro 2012. Peço mil desculpas pelo “spam”, mas é muito
    difícil divulgar livros, sobretudo aqui no Brasil. Nós, autores nacionais,
    ainda somos muito desvalorizados, mas continuamos na luta para que esse fato
    seja revertido!

    Sendo assim, gostaria que conhecesse a minha obra chamada
    “Meu Conselheiro de Luz”. Trata-se de um romance voltado para a literatura
    juvenil.

    Seria de grande ajuda que você adicionasse a obra em seu
    skoob:

    http://www.skoob.com.br/livro/257467

    E no facebook:

    https://www.facebook.com/MeuConselheiroDeLuz

    Desde já agradeço a sua atenção e tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  7. Sou simplesmente encantada com vampiros e principalmente muito me anima saber que autores nacionais vem dando show de escrita e encantando com suas histórias.
    Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  8. Vi que você realmente gostou da história e ficou bem envolvida.
    Fiquei curiosa para ler o livro.
    Legal esse espaço que temos visto com vários nacionais em destaque!

    ResponderExcluir
  9. Tudo bem sim.
    Os autores nacionais estão fazendo bonito e não deixam em nada a desejar quanto aos livros estrangeiros.

    ResponderExcluir
  10. Amiga, apesar de ser um livro de vampiro foge um pouco do ligar comum. Acho que a autora resolveu trabalha temáticas diferentes do que costumamos ver. Realmente me interessei pelo livro. Já vou colocar na minha lista de leitura.


    bjs no core

    ResponderExcluir
  11. Então, o livro vale a pena sim. É bem legal e realmente me surpreendeu.
    Você sabe que ando meio saturada de vampiros, e quando pego um livro sobre o tema que inova me agrada bastante!

    ResponderExcluir