Resenha: O Prisioneiro do Céu - Carlos Ruiz Zafón

ISBN: 9788581050737
Livro: O Prisioneiro do Céu
Série:O Cemitério dos livros esquecidos / livro 03
Autor(a):Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de Letras
Edição: 1
Ano:2012
Páginas:248
Avaliação: 5

 Barcelona, 1957. Daniel Sempere e seu amigo Fermín, os heróis de A sombra do vento, estão de volta à aventura para enfrentar o maior desafio de suas vidas. Já se passa um ano do casamento de Daniel e Bea. Eles agora têm um filho, Julián, e vivem com o pai de Daniel em um apartamento em cima da livraria Sempere e Filhos. Fermín ainda trabalha com eles e está ocupado com os preparativos para seu casamento com Bernarda no ano-novo. No entanto, algo parece incomodá-lo profundamente. Quando tudo começava a dar certo para eles, um personagem inquietante visita a livraria de Sempere em uma manhã em que Daniel está sozinho na loja. O homem misterioso entra e mostra interesse por um dos itens mais valiosos dos Sempere, uma edição ilustrada de O conde de Montecristo que é mantida trancada sob uma cúpula de vidro. O livro é caríssimo, e o homem parece não ter grande interesse por literatura; mesmo assim, demonstra querer comprá-lo a qualquer custo. O mistério se torna ainda maior depois que o homem sai da loja, deixando no livro a seguinte dedicatória: "Para Fermín Romero de Torres, que retornou de entre os mortos e tem a chave do futuro". Esta visita é apenas o ponto de partida de uma história de aprisionamento, traição e do retorno de um adversário mortal. Daniel e Fermín terão que compreender o que ocorre diante da ameaça da revelação de um terrível segredo que permanecia enterrado há duas décadas no fundo da memória da cidade. Ao descobrir a verdade, Daniel compreenderá que o destino o arrasta na direção de um confronto inevitável com a maior das sombras: aquela que cresce dentro dele. Transbordando de intriga e emoção, O prisioneiro do céu é um romance em que as narrativas de A sombra do vento e O jogo do anjo convergem e levam o leitor à resolução do enigma que se esconde no coração do Cemitério dos Livros Esquecidos.


 
O Prisioneiro do Céu é o primeiro livro que leio de Carlos Ruiz Zafón e sabe quando você fica se perguntando: "Por que demorei tanto tempo para ler algo desse autor?", pois é! Assim que me senti ao terminar essa leitura!

Certamente já estou interessada em outros títulos do autor, pois esse já entrou para minha listinha de favoritos por conta de sua escrita e desenvoltura com o enredo!

Zafón é poético! Com uma escrita encantadora; pude ter boas horas de leitura e reflexão!
O Zafón é extremamente inteligente e sua narrativa é daquelas que te prende, com um enredo bem construído. Pude sentir a tensão criada pelo autor e também sentir o humor das palavras escritas por ele! O autor é genial!

Um livro que me fez relaxar!

A capa do livro é linda!

Um pouco sobre o enredo:

O livro se passa quase todo no passado onde o personagem Fermín é preso em um presidio assustador localizado em um castelo sombrio, onde as condições dos presos são precárias e o pensamento que temos é que os prisioneiros só se verão livres daquelas condições se morrerem!
Este lugar é absolutamente taciturno!
Fermín é muito sagaz e com um humor peculiar, pois mesmo em meio à desgraça ele sabe dar umas tiradas a fim de manter o clima ameno e até divertido!
Na verdade essa parte da prisão acontece no passado e são memórias de Fermín contadas a Daniel a fim de explicar o que ele está passando e os motivos!
O livro possui uma narrativa em primeira e terceira pessoa.
Uma história emocionante e surpreendente!

Acredito que o livro terá continuação, pois ficaram alguns pontos soltos!
E preciso realmente ler os livros anteriores para me ambientar melhor, porém sem dúvidas o livro é muito bom e merece ser degustado pelos amantes de boa literatura!

Acrescentando algumas coisas após a leitura da resenha no blog da Simone (Quem lê faz seu filme):

Realmente não concordo que o livro pode ser lido separadamente como dito pelo autor e pela Editora, eu meio que fiquei sem "sentir" a essência de personagens, pois suas histórias foram contadas nos outros livros que pelo que li no blog da Simone fazem uma conexão que infelizmente não percebi (por não ter lido os livros anteriores)! E não pude fazer a associação que a Simone fez com as obras anteriores!


Sim eu adorei o livro! Mas preciso ler os anteriores para realmente entender determinadas coisas e ter as sacadas que a Simone teve!


E já havia percebido isso, porém a certeza veio após a leitura da resenha da colega blogueira (Simone) > Vamos dar crédito a quem merece! Resenha aqui!
A resenha ficou muito boa!

Pequeno trecho que me fez reafirmar o que eu já havia percebido:



"Logo após, a junção das obras anteriores se faz como em um quebra cabeças e é possível perceber como Zafón brinca com a conclusão dos fatos com a inegável maestria de quem é apaixonado por livros e escreve para os igualmente apaixonados."
Simone - Quem lê faz seu filme!


Simone, obrigada por comentar a minha resenha e por compartilhar comigo sua resenha. Eu de fato já tinha colocado que precisava ler os livros anteriores e você só me fez ter essa certeza! O livro é muito bom! E merece e precisa ser degustado com calma e EM ORDEM!

Aceitei resenhar esse livro porque acreditei que daria para ler fora da ordem, assim como a Editora afirma! 
Sim. Dá para ler fora da ordem, mas o leitor perde a essência dos personagens, da história e da genialidade do autor! 



Assistam o Booktrailer:

15 comentários:

  1. Bom dia Karini, tudo bem?
    Eu realmente preciso ler Zafón... ele é tão elogiado e eu sou totalmente ignorante sobre as obras dele... nunca li nenhuma!!!
    Adorei a sua resenha!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Karini, essa é daquelas séries que se vc ler fora de ordem o quebra-cabeças não encaixa. Acredite !
    Eu consegui ler na ordem e O Prisioneiro do Céu é uma grande sacada do autor. Ele entrelaça os 3 livros de forma magistral. Zafón é um mago das letras !
    Quero mais livros do Cemitério dos Livros Esquecidos !!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Pois é. A suma enviou esse exemplar alegando não ser necessário a leitura dos livros anteriores. Eu não me senti perdida na história, mas sabe aquela sensação de quem é fulano? Aquela sensação de saber que aquilo que estava sendo contado não era apenas aquilo ali e sim que tinha muito mais conteúdo por detrás das histórias de Fermín.
    Por isso no final eu digo que preciso ler os livros anteriores para poder entender determinadas coisas que pelo que debati com uma tia que leu os livros dele, disse haver um entrelace entre personagens que lendo fora da ordem infelizmente eu não pude fazer a conexão.

    Avaliei mas a escrita do autor do que o livro e história em si. Quando eu tiver oportunidade de ler os demais livros certamente irei complementar essa resenha.

    Obrigada pelo seu comentário.
    E se tiver uma boa resenha desse livro e dos demais para indicar terei prazer em ler para que assim possa por enquanto sanar algumas questões que ficaram em aberto na minha cabeça.

    ResponderExcluir
  4. Pois Carol, eu nem sei porque não li livros dele antes! São tantos lançamentos que as vezes ou muitas vezes, nos deixamos levar por modinhas e esquecemos de buscar obras como as do Zafón que se fazem sozinhas, que não precisam de "prograganda" digamos assim!

    ResponderExcluir
  5. Karini, ah que pena ! Eu volto a afirmar que é importante ler na ordem de publicação. É uma série linda e escrita com a poesia do Zafón torna-se imperdível :-)
    Você vai perceber que o autor meio que brinca com a gente em O Jogo do Anjo e O Prisioneiro do Céu. Ele vai e volta do passado várias vezes e depois junta tudo rsrsrs A nós, pobres leitores, só resta dizer : Uau !!!!
    Eu resenhei a série no Quem lê faz seu filme.
    Se quiser ler, fique a vontade :-)
    http://www.quemlefazseufilme.com.br/search/label/Carlos%20Ruiz%20Zaf%C3%B3n

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Morro de vontade de ler algum livro do autor. Todo mundo fala bem dele.
    Adorei a sinopse desse.


    Carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Estou indo almoçar agora e na volta vou passar no seu blog e ler com certeza e deixar um comentário.
    Eu cheguei a pedir a Editora os livros anteriores, mas ela afirmava que iria enviar depois e que eu poderia ler esse sem problemas. Enfim. Vou comprar os livros anteriores para confirmar o que vi nesse livro. Que o autor é espetacular! Eu fiquei realmente maravilhada com a escrita dele só que não pude interpretar melhor a história por falta dos livros anteriores!

    Obrigada pela super dica das resenhas, passarei lá mais tarde!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. E eu fiquei morrendo de vontade de ler os anteriores. Esse livro é muito bom. Mas com certeza como a amiga abaixo disse é necessário ler na ordem, diferente da propaganda feita pelo autor e Editora de que pode ser lido sem ordem.

    ResponderExcluir
  9. Precisei te citar na resenha e completar o que achei que estava faltando mas não tinha certeza!

    ResponderExcluir
  10. Realmente o livro não decepcionou é muito bom!

    ResponderExcluir
  11. não tenho muita vontade de ler os livros do autor, a capa é igualzinha do livro "Marina"

    ResponderExcluir
  12. É bem parecida sim Lidiane não tinha comparado.
    Mas gostei das capas realmente e também da história.
    Eu não conhecia a escrita do autor e gostei de verdade!

    Que tipo de livro você gosta de ler?

    ResponderExcluir
  13. Karini, vc é um amor :-)
    Espero que vc logo tenha a oportunidade de ler a série toda na ordem pra gente "spoiletar".


    Bjs e obrigada pelo carinho :-)

    ResponderExcluir
  14. Obrigada você! De verdade!
    Pois sua resenha foi muito construtiva!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Qual a ordem correta? O Jogo do Anjo, Sombra do Vento, Prisioneiro do céu ou Sombra do Vento, O Jogo do Anjo e Prisioneiro do céu?

    ResponderExcluir