Resenha: Tamanho 44 Também Não é Gorda - Meg Cabot

ISBN: 9788501080257
Livro: Tamanho 44 também não é gorda
Autor(a):  Meg Cabot
Editora: Record
Ano: 2009
Edição: 1
Páginas: 416
Onde Comprar: Cultura Saraiva | Submarino
Avaliação: 4

A ex-estrela pop Heather Wells está de volta, e como de costume vai se envolver em uma perigosa investigação. Ela é inspetora de um dormitório feminino da universidade de Nova York, e está acostumada com festas e brincadeiras estranhas das estudantes. Quando jovens começam a aparecer mortas no dormitório, Heather acha que pode ajudar, como já fez no passado. Mas quem está por trás desses assassinatos fará de tudo para se  proteger e uma inspetora gordinha não ficará em seu caminho.



Quem leu minha resenha de Tamanho 42 Não é Gorda, sabe que essa foi à primeira leitura que eu fiz da Meg Cabot e por sinal adorei; pela simplicidade na escrita, pelo jeito hilário da protagonista e por todo o mistério que me prendeu fazendo com que eu terminasse a leitura bem rápido e louca para ler a continuação.

Em Tamanho 44 Também Não é Gorda isso não mudou em nada; pelo contrário Meg continua seu ritmo com a nossa querida Heather Wells; ela continua como diretora assistente do conjunto Residencial Fischer, atualmente conhecido como Alojamento da Morte após a morte de duas meninas no primeiro livro.

Nessa continuação a história começa com Heather com um número a mais no seu manequim depois das festas de fim de ano; Heather permanece hilária e com sua paixão platônica por Cooper (irmão de seu ex e seu senhorio). 
Agora seu chefe (e diretor no Conjunto Fischer) é Tom, um cara que não se parece em nada com sua última chefa. 
Uma cabeça é encontrada dentro de uma panela de sopa no refeitório e mais uma vez Heather não consegue ficar de fora e continua se metendo onde não deve e arrumando problemas para si (bichinha curiosa). 
Quase todos os personagens são os mesmos e nesse livro Gavin (o maluco que fazia surf de elevador) tem mais destaque e confesso que o adorei! 
O pai de Heather, que estava preso, é solto e vai procurar abrigo na casa de nossa querida protagonista. Coitada! Como ela mesma diz: "Quando as coisas acontecem é tudo de uma vez!" E ainda tem toda a coisa com seu ex-noivo.

"- Heather, não entendo porque você não quer ir ao meu casamento
 - ele prossegue. - Quer dizer, eu sei que as coisas ficaram difíceis 
entre nós durante um  tempo...
 - Jordan, eu peguei você levando uma chupada da sua futura esposa.
 - Lembro a ele. - E, na época, eu achava que a noiva era eu."
(Pág.94 Heather e Jordan)

Simplesmente estou amando essa série da Meg Cabot e me pergunto porque demorei tanto para começar a ler algo dessa autora. A Meg possui um jeito próprio de escrita que contagia.
As músicas da Heather, mesmo de autoria dela, continuam ridículas e dar dó! rs São músicas de uma mulher revoltada com o amor! De dor de corno mesmo!

Achei que no primeiro livro o crime foi mais difícil de desvendar. Nesse livro foi mais rápida a revelação de quem estava por trás de tudo, porém mesmo assim o livro não deixou de me agradar.
Leiam e divirtam-se com as aventuras de Heather Wells!

8 comentários:

  1. A Meg Cabot é fantástica!
    Ainda não li essa série mas vou por na minha básica listinha.. me empresta?
    rsrs

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Kari, agora to com mais vontade ainda de ler essa trilogia. Adoros suas resenhas, sabia? Já consegui o primeiro livro na troca e acho que vou pedir o segundo emprestado... Se não for abusar muito. kkkkk
    Amei!!

    bjus no core

    ResponderExcluir
  3. Estou doida para ler esses livros da Meg pela sua resenha os livros parecem ser muito divertidos!
    Estou precisando de um pouco de comédia na minha vida que anda muito séria!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li esse, mas gostei da resenha e vou colcoar na minha lista para ler. Este ano tenho muitos livros para ler e nem sei como vou conseguir dar conta. Tem novidades no meu blog, passem lá.
    Sempre venho ver as novidades e as resenhas, adoro.
    bjs
    Ca
    http://mromances.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ouço todo mundo falando super bem dos livros da Meg Cabot, mas ainda não li nada dela... E olha que tenho 4 livros dela na estante, porém, são todos romances históricos que ela escreveu sob o pseudônimo Patrícia Cabot. Confesso que quando vi o título desse livro pela primeira vez, imaginei um enredo completamente diferente, mas a estória parece interessante, ou seja, mais um pra minha já loooonga listinha.

    Marcia.

    ResponderExcluir
  6. Olá meninas, conheci este blog hoje ( e amei), procurando por uma resenha deste livro para postar no meu blog (http://revolucao-cotidiana.blogspot.com/2012/03/livro-3-tamanho-44-tambem-nao-e-gorda.html) porque, apesar de amar ler não sou muito boas com resenhas! Quer dizer, tenho que começar a praticar né!!
    Karini adorei tua resenha! sexta-feira li Tamanho não importa! Inicialmente Tamanho 44 não tinha me agradado muito, mas no fim ficou mais interessante e com gostinho de quero mais ;)
    Comecei Tamanho não importa e não parei enquanto não terminei!! Muito bom!!
    Postei tua resenha com os créditos - espero que não tenha problema. Já estou seguindo-as para ficar por dentro" das novidades!!
    Boa semana e boas leituras,
    Abraços
    Greice

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Kari, agora to com mais vontade ainda de ler essa trilogia. Adoros suas resenhas, sabia? Já consegui o primeiro livro na troca e acho que vou pedir o segundo emprestado... Se não for abusar muito. kkkkk
    Amei!!

    bjus no core

    ResponderExcluir