Resenha: O Duque e eu – Julia Quinn

ISBN: 
Livro: O Duque e eu 
Série: Família Bridgerton
Autor: Julia Quinn

Editora: Nova Cultural
Edição: 375
Ano: 2011
Páginas: 320
Avaliação: 5/5


Todos pareciam divertir-se naquele baile que reunia o mais seleto da sociedade londrina. Todos, exceto eles dois.
Daphne, uma formosa jovem perturbada por uma mãe obcecada para lhe encontrar um marido quanto antes, e Simon Basset, o novo duque do Hastings, que não quer saber nada da vida social de Londres nem dos esforços das elegantes damas de "caçá-lo" com uma de suas filhas.
Ao conhecerem-se, ocorreu-lhes o plano perfeito: um compromisso fictício que mantenha afastadas às pretendentes do duque e tranqüila à mãe do Daphne. Mas não seria simples, já que o irmão do Daphne, amigo do Simon, não é fácil de enganar, nem tampouco o são as experientes damas da alta sociedade. Embora o que complicará de verdade as coisas será a aparição de um elemento que não estava previsto neste jogo de dois lados: o amor.

Esse é o primeiro livro da família Bridgerton, e o primeiro romances histórico, da época da regência, que li. Eu me apaixonei completamente pela escrita primorosa da autora Julia Quinn. Ela consegue fazer personagens carismáticos, engraçados, situações constrangedoras e momentos sensuais.

Quando comecei a ler o livro, não achei que fosse me envolver e não dei nada por ele em um primeiro momento. Mas Simon e Daphne são os tipos de personagens encantadores que me envolveram qualquer um na trama.

O primeiro encontro foi super engraçado e quando os dois tentam se ajudar, para conseguir seus objetivos, acabam enredados nas armações de Lady Bridgerton, uma casamenteira infalível, e o que era uma armação vira um casamento verdadeiro.

Simon é do tipo de mocinho delicioso que te deixa apaixonada. Daphne é forte e muito decidida. Os dois têm uma combinação única e você se vê torcendo a todo o momento pelo casal. Isso sem falar nos irmãos Bridgeton’s, que são deliciosos - eu amo o Antony, Benedict e principalmente o Colin, devo admitir – e a mamãe mais divertida e astuta do mundo. Ninguém gosta de sogra, mas Lady Bridgerton é fantástica e junto com seus filhos faz o leitor soltar boas gargalhadas. Essa é uma família, sem sombra de dúvida, bem humorada e fascinante.

Tenho certeza que ao terminarem esse livro, vão correr a procura dos outros livros.  Só acho uma pena que os 7 livros dessa série ainda não estejam a venda no Brasil. Mas existem os ebooks para matarem a nossa curiosidade. Eu li todos, alguns como do Colin mais de uma vez. E AMO essa família!!

Espero, realmente, que não tenham preconceito com livros de banca de jornal. Eu amo esse tipo de leitura, principalmente os históricos, e 90% dos que li ano passado foram dessa safra. 

Espero que gostem!!
   
Bjus no core

5 comentários:

  1. Pena que só tem em e-book e eu não posso ler em computador por conta da "vista". Mas já vi resenhas desse livro em vários blogs, acho que o pessoal viciou... rsrsrsrs Deve ser maravilhoso!

    Fiquei bem curiosa!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Glaucia eu adoro este tipo de livro!!! Na minha adolescencia eu devorava esses livros vendidos em bancas de jornal, cheguei a colecionar um total de 1267 livros todos lidos de forma compulsiva!!!!kkkkk
    Infelizmente minha mãe me obrigou a me desfazer deles, até hoje eu me lamento por isso, mas fazer o que né!!!! (A mãe fala e a gente obedece né)

    Eu evito entrar em bancas de jornal acredita, tenho medo do meu vicio voltar!!!kkkkkkk E agora com essa resenha voce despertou em mim algo que eu julgava superado!!!
    Se eu voltar a ler esses romances da nova cultural a culpa é sua viu!!!!kkkkkk Voce vai ter que se entender com a minha mãe!!!!!kkkkkkkkk

    Sou meio maluca mesmo liga não tá!!!! A Pat ja esta acostumada com minhas maluquices é só perguntar pra ela!!!!kkkkkkk


    Bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Kassia, eu tenho tendinite e ultimamente não estou podendo ler no PC e no celular. Meus braços ficam em frangalhos quando faço isso. Mas essa série é viciante. Os irmãos são deliciosos e você se diverte com a mama casamenteira. Já mandei email para algumas editoras pedindo a publicação dessa série, mas não tive resposta. E como a Nova Cultural faliu, não tenho esperanças de lançarem os outros livros. Se tiver a oportunidade, tente imprimir os livros. Acho que vale a pena. São super divertidos e românticos.

    bjus no core

    ResponderExcluir
  4. Olha a Nova Cultural não está mais vendendo livros nas bancas. Ela praticamente fechou esse tipo de editorial. Mas os livros não vendidos estão no site da Ler e Sonhar. Na última compra que fiz, comprei 15 livros da Celeste Brandy. Katerine Caskei e Suzanne Enock. Peguei outras autoras menos conhecidas e adorei os livros. Se quiser posso te dar uma dicas. Eu AMO esse tipo de romances e estou muito triste por não lançarem mais. Minhas esperanças estão na Harlequin, que começou uma nova edição de históricos inéditos. Já comprei os primeiros, mas ainda não consegui ler.
    No meu caso passar em qualquer lugar que tenha livros é um perigo... Sou compulsiva. A Kari diz que sou louca. kkkk Mas eu me acho normal. Apenas viciada. Acho que se fizessem um centro de recuperação para leitores viciados, eu estaria na primeira fila. kkkk

    Bjus no core

    ResponderExcluir
  5. Nossa que pena que pararam de vender! Eu tambem gosto muito desse tipo de livro!
    Como eu disse era o meu vicio até alguns anos atras, agora estou mais controlada e tento fazer o possivel para permanecer assim!!kkkkkkk
    Foi com dor no peito que me desfiz da minha coleção, mas fazer o que né!!! Aceito as dicas sim tá!!!

    Bjsssssssssssssssssssss

    Em 19 de fevereiro de 2012 11:29, Disqus <
    > escreveu:

    ResponderExcluir