Book x Movie - Saga Crepúsculo

Hello girl and boy, como vocês estão? Espero que todos bem e felizes. Bem como havia comentado em posts passados que nossas sextas feiras terão duas colunas que serão apresentadas a cada quinze dias. E hoje estamos estreando mais uma delas Book x Movie. E para começar falaremos sobre a Saga Crepúsculo. Sendo bem real, adoro os livros, mas os filmes o que mais me agradou foi exatamente o livro que menos gostei Lua Nova, mas comentarei no seu devido tempo. Vamos ao embate:

Cuidado SPOILERS dos livros e dos filmes.

Crepúsculo

Ok, esse eu tenho uma carinho especial, não pelo filme que pelo amor de Deus não condiz em nada com o livro, mas sim pela dificuldade em que ele foi feito, não sei se vocês tiveram a oportunidade de ler o livro de anotações da diretora Catherine Hardwicke, mas ela conta de forma detalhada a produção de Crepúsculo e as dificuldades encontradas, o filme teve um orçamento baixíssimo e para vocês terem uma ideia muito do figurino usado pela atriz Kristen Stewart era da própria diretora.
Falando do filme em si, poderia ter sido melhor desenvolvido, mais próximo do livro, sei que, criar cenas para que o telespectador possa ter a exata dimensão da estória é uma boa, mas ela não precisava engolir cenas importantes do livro. Exemplo disso a cena onde ela descobre que ele é um vampiro, sério nem de longe foi o eu aconteceu no livro e cena do embate entre James x Edward, antes disso Bella e James tem um conversa bem longa sobre a Alice, alguém viu isso no filme? Acho que não, então em minha opinião Crepúsculo o filme deixa muito a desejar.


Filme Crepúsculo
Diretor (a): Catherine Hardwicke
Produtora: Summit
Distribuidora no Brasil: Paris Filmes
Ano de Produção: 2008

Lua Nova
Sei que pode soar contraditório eu gostar do filme e não do livro, mas convenhamos a título de produção Lua Nova foi o que mais chegou próximo do livro, claro que algumas cenas deixaram a desejar, uma delas foi o reencontro da Bella e Edward em Volterra poderia ter sido feita mais próxima do livro e a aquela conversa deles onde Edward que tudo não passou de uma mentira para protegê-la poderia ter ficado exatamente como a original, depois que eles voltam de Volterra e resolvem colocar tudo em “prato limpos”, aquela é minha cena favorita do livro, e é perfeita! É nela que você entende a profundidade dos sentimentos de ambos. Adoraria também ter visto a conversa dela com Charlie que nada se parece com a do filme e o pedido de casamento que é feito após a conversa com Charlie e não com Jacob. Mas num resumo geral da produção, o filme realmente chegou bem próximo ao livro tanto na amizade construída entre Bella e Jacob, quanto no seu desespero por ter sido deixada por Edward, fora a maneira como o diretor encontrou de narrar os fatos como se ela tivesse escrevendo um email para Alice. Diferente de Crepúsculo, Lua Nova já teve um orçamento bem considerável e um marketing de divulgação fortíssimo. Eram os frutos do sucesso.



Filme: Lua Nova
Diretor (a): Chris Weitz
Produtora: Summit
Distribuidora no Brasil: Paris Filmes
Ano de Produção: 2009

Eclipse
Esse é o meu livro favorito da saga, pena não poder dizer o mesmo do filme até hoje ainda estou para entender o que foi aquilo. O Edward como um palhaço e o Jacob se sentindo o cara? Não sei vocês, mas a sensação que tive no filme é que a Bella iria escolher o Jacob, fato esse que não ocorre no livro. No livro você entende a dúvida que ela tem sobre os dois, mas a todo o momento você sabe do amor desesperado que ela sente pelo o Edward e o medo constante de ser abandonada por ele novamente, e também o fato de tentar em hipótese nenhuma, machucar os sentimentos do Jacob. Acho que o que chegou um pouco próximo ao que real aconteceu no livro foi o pedido de casamento do Edward, eu disse que chegou perto que fique bem claro, porque no livro ele é perfeito.
Uma cena que deixou a desejar foi a conversa definitiva de Bella e Jacob que tenho que admitir no livro foi emocionante, já no filme...
Talvez a cena que mais me chamou atenção foi a luta entre os Cullens, os lobos e os recém criados, foi um show de efeitos especiais. Várias cenas dos livros poderiam ter sido encaixadas no contexto do filme, exemplo dela, a fuga de Bella para La Push e a real conversa entre ela e o Edward, onde ela diz que é a Suíça, não aquela palhaçada que foi feita. Eclipse se tornou meu livro favorito por ser forte e determinante na estória, onde você tem a real dimensão dos sentimentos dos três protagonistas. Pena que eles não souberam retratar isso no filme. Uma mostra disso: a cena do beijo entre Bella e Jacob, no livro ela realmente se entrega ao beijo e se deixar levar por suas emoções, chega até imaginar como seria sua vida se sua escolha fosse ele, mas esse amor não é o suficiente para que ela deixe Edward e é nesse momento que ela cai na real que o traiu e se deixar levar pelo o medo de ser abandonada por ele novamente, mas claro até o Edward aparecer e dizer que isso nunca irá acontecer. Bem, se eu começar a questionar tudo do filme esse post não terá mais fim, então vou ficar por aqui torcendo para um ”Amanhecer” bem melhor que todos eles.
Lembrando a todos que por ocasião do filme, Stephanie Meyer lançou o livro “A segunda breve vida de Bree Tunner”, para que pudéssemos entender como realmente aconteceu a transformação do exército de vampiros recém criados. Na ocasião Stephanie deixou claro o seu arrependimento de ter matado à personagem, nesse ponto eu concordo com ela, após ter lido o livro você passa a entender melhor a batalha e o motivo de não querer a Bree morta, vale muito a pena ler, ele esclarece alguns pontos bem interessantes.



Filme: Eclipse
Diretor (a): David Slade
Produtora: Summit
Distribuidora no Brasil: Paris Filmes
Ano de Produção: 2010

Algo que realmente eu amei em todos os filmes da Saga Crepúsculo foram as trilhas sonoras sem exceção de nenhuma elas são perfeitas.

3 comentários:

  1. Já li os livros da série...
    Apesar de não achar lá essas coisas (não me joguem pedras haha), os filmes como adaptação deixam bastante a desejar mesmo. Agora como distração, não são tão ruins assim.
    É claro que o nível do primeiro filme foi BEM tenso, mais pelo investimento baixo, como vc citou.
    Mas os outros estão até que razoáveis (como filme). =P

    ResponderExcluir
  2. Meninas,

    Eu só assisti e li Crepusculo.
    Não consegui me envolver com a trama do livro, e o filme, consegui assistir. Vai parecer loucura, já que há uma imensidão de obras sobre Vampiros.
    Achei bem escrito,mas não me apetece.
    Bjs Renata
    TecerGirassois

    ResponderExcluir
  3. Todos os filmes ficaram horrorosos. Não gosto deles interpretando, deu tudo um ar de deprê no filme todo. O que salva é Eclipse com aquele salto da Alice sobre o lobo e tals. rsrsrs. Mas sério. O figurino é tosco. O que é o Edward usando sapato social???!!! Acredite se quiser, o melhor filme foi Crepúsculo, que tinha aquele figurino lindo, aquele clima sempre cinza e tals. Tava meio péssimo, claro, mas eu ainda prefiro ele.

    ResponderExcluir